Santa Bárbara divulga programação da Virada Cultural

Com entrada gratuita, o festival será das 18h do dia 7, às 18 horas, do dia 8 de dezembro


A banda Fresno, o rapper Rappin’ Hood e o projeto Os Filhos dos Caras são as atrações principais da primeira edição da Virada Cultural S.Bárbara, cuja programação completa foi anunciada na noite desta sexta-feira pela Secretaria de Cultura e Turismo de Santa Bárbara d´Oeste.

Foto: Divulgação
Fresno irá fechar o evento às 18h de domingo

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

O evento terá, no total, 38 atrações nas áreas de música, artes visuais, cinema, teatro, circo, literatura, narrativa oral, dança, cultura popular e cultura urbana. Com entrada gratuita, o festival será das 18h do dia 7, às 18 horas, do dia 8 de dezembro, no Parque Araçariguama, Praça Central, Nova Biblioteca Municipal, CSU (Centro Social Urbano) e Estação Cultural da Fundação Romi.

Segundo o secretário de Cultura e turismo da cidade, Evandro Felix, o projeto de uma “Virada municipal” vem sendo trabalhada desde março deste ano. “Essa Virada foi construída a muitas mãos, com apoio de empresas de nossa cidade e instituições do Estado de São Paulo, como a APPA e a Poiesis, que nos ajudaram a construir a programação”, afirmou Felix.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Confira a programação cultural completa:

#SÁBADO 7/12

  • 9 horas: Nova Biblioteca (Central) / Oficina de Criação e Performance Poética com Jô Freitas Cenopoesia
  • 18 horas: CSU / RedFoots
  • 19 horas: Parque Araçariguama / CPK Rock Band
  • 19h30: CSU / Intervenção Projeto N’Calma
  • 20 horas: CSU / Ômega Trio
  • 20h30: Praça Central / Mostra de Dança (Núcleo Artístico Corpus – NAC / Cia de Dança JK / Turma do Passinho / Grupo de Dança Karine Andrade / Travessia Studio de Dança)
    CSU / Intervenção Projeto N’Calma
  • 21 horas: Parque Araçariguama / Banda GTC
  • 21h30: CSU / Intervenção Projeto N’Calma
  • 22 horas: CSU / Bleck a Bamba
  • 22h30: Praça Central / Bloco Apareceu a Margarida e Traquitana – seguem em cortejo até ao CSU
  • 23 horas: Parque Araçariguama / Frann Azalim Rock Club
  • 23h30: CSU / Intervenção Projeto N’Calma
  • 23h59: CSU / Os Filhos dos Caras (Simoninha, Léo Maia e Max Viana)

#DOMINGO 8/12

  • 2 horas: CSU / Cinema drive-in (sessão de curta metragem)
  • 2h30: CSU / Cinema drive-in (sessão de longa metragem)
  • 5 horas: Estação Cultural / Amigos Seresteiros
  • 6 horas: Estação Cultural / Cia de Folia de Reis – Ouro, Incenso e Mirra
  • 7 horas: Estação Cultural / Maracatu Estação Quilombo
  • 8 horas: Estação Cultural / Associação de Capoeira SBO Mestre Luisão
  • 9 horas: Estação Cultural / Fanfarra CIEP Prof José Renato Pedroso
    Nova Biblioteca (Central) / Oficina de Criação e Performance Poética com Jô Freitas Cenopoesia
  • 10 horas: Praça Central / Corporação Musical União Barbarense
  • 11 horas: Praça Central / FAMAM
  • 12 horas: Praça Central / Orquestra Barbarense de Violas
  • 13 horas: Parque Araçariguama / Sabbath Cadabra
  • 13h30: CSU / Intervenção Projeto N’Calma
  • 14 horas: CSU / Circuito Hip Hop (SBO Rappers / Portella / Survivors Of The Street / Plena Rap)
    Nova Biblioteca (Central) / Historieta – Cia Gramelô de Teatro
    Nova Biblioteca (Central) / Oficina de Customização de camisetas com Elisabete Padovezi
  • 15 horas: Parque Araçariguama / Batuca Batera
    Nova Biblioteca (Central) / Malabarindo – MB Circo
  • 15h30: CSU / Intervenção Projeto N’Calma
  • 16 horas: CSU / Rappin Hood
    Nova Biblioteca (Central) / Os Fabulantes – Grupo Di Atus
  • 17h30: CSU / Intervenção Projeto N’Calma
  • 18 horas: CSU / Fresno
    A Virada Cultural S.Bárbara (Re-Virada Cultural) é uma realização da Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, Poiesis e Oficinas Culturais, Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas, APPA (Associação Paulista dos Amigos da Arte), Usicomp, Heineken e Circuito Sescoop/SP de Cultura – organizado pelo Sescoop/SP (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo) no Estado de São Paulo – por meio das cooperativas Cooperteto, Sicredi e Unimed Santa Bárbara d’Oeste e Americana.
LIBERAL VIRTUAL Acesse agora