Oswaldo Montenegro traz ‘Serenata’ para Americana

Cantor apresenta show neste domingo no qual busca recuperar memórias da infância e juventude em Minas Gerais


Naquela que chama de “época mágica”, o cantor Oswaldo Montenegro desembarcou aos 7 anos em um mundo onde a cantoria acontecia o tempo todo, tanto em sua casa, quanto nas ruelas que seus pais percorriam com os amigos, cantando, até chegar na casa de alguém, que abria a janela, cantava junto e depois servia café, pão de queijo e carinho.

Começou a pegar no violão quase sem perceber, olhando os outros tocarem e arranhando o que podia. Havia no ar um clima de poesia, que a arquitetura barroca mineira acentuava. “Tudo era muito suave. Acho que tenho, durante toda a vida, tentado encontrar aquilo de novo”, revela o artista, que busca essa reconexão no show “Serenatas”, que traz para o Teatro Lulu Benencase, neste domingo.

Foto: Claudio Machado
Oswaldo Montenegro apresenta o show “Serenata” neste domingo

“Há uma diferença nem sempre clara entre o que gostamos e o que somos. Nesse show, homenageio o que realmente sou, um trovador. Isso nasceu nas serenatas de São João Del Rei. Conviver com os boêmios da cidade, andando com os meus pais de madrugada, me definiu”, confidencia o cantor.

Oswaldo acredita que as pessoas ficaram “perigosamente virtuais” e que é importante “recuperar o olho no olho e tudo o que tiver tato, cheiro e for mais humano”. Com toda a descrição nostálgica do ambiente a ser revisitado, pode-se esperar a conhecida sonoridade intimista de sua viola de 12 cordas, alternada com o virtuosismo do violão de 6.

“Serenata” é um show formado pelas canções que ele cantaria numa estreita rua pouco iluminada dos caminhos de sua infância, no trajeto que os seresteiros da cidadezinha povoaram de poesia, como “A Lista”, “Lua e Flor”, “Bandolins” e outras canções famosas desse trovador. “Mais do que um show, ‘Serenata’ é um encontro. Vou bater papo com o público, atender a pedidos”, resume.

ACONTECE: Oswaldo Montenegro apresenta o show “Serenata” a partir das 19h, no Teatro Municipal Lulu Benencase, localizado na Rua Gonçalves Dias, 696, Jardim Girassol. Os ingressos custam R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia) e podem ser comprados na bilheteria ou em www.teatrogt.com.br.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!