Grupo Violado faz balanço da carreira em Santa Bárbara

Show nesta sexta-feira celebra os três primeiros discos e já traz prévia do quarto trabalho, previsto para 2019


Voltando de uma turnê de 17 shows durante as “festas de santo” de junho e julho em cidades de São Paulo e Minas Gerais, o Grupo Violado traz os virtuosismos da viola caipira para Santa Bárbara d’Oeste, cidade natal de quatro de seus cinco membros, nesta sexta-feira, a partir das 20h30, no Teatro Municipal Manoel Lyra.

A apresentação compila e celebra os três álbuns já lançados pelo grupo, que no ano passado também gravou um DVD em São Luiz do Paraitinga, e já traz músicas que estarão no quarto disco, com produção prevista para 2019. “A gente brinca que a gente estudou até a quarta série”, descontrai Filipe Rozinelli, que toca baixolão na banda, ao observar que o grupo prioriza a raiz do segmento e não toca sertanejo universitário, apesar de não ter nada contra o estilo.

Foto: Camillotte / Divulgação
Grupo barbarense se apresenta nesta sexta-feira no Teatro Municipal

“A gente tem músicas próprias, que a gente vem fazendo o arranjo na viola caipira, no cenário musical caipira, porém com uma nova roupagem, uma nova proposta. Ela é conhecida como viola caipira, porém, pode estar em vários gêneros musicais”, explica o baixista, ao comentar um vídeo divulgado no Facebook no qual o grupo toca blues com o instrumento conhecido pelo sertanejo. O Violado tem 12 anos e também usa as cordas caboclas para novas roupagens de melodias românticas, acrescenta ele.

Às canções autorais, nas apresentações a banda acrescenta releituras de referências como Tião Carreiro & Pardinho, Tonico & Tinoco, Zé Multato & Cassiano, Almir Sater e Rolando Boldrin. E além de Filipe, integram o grupo o vocalista Fernando Tal, o baterista Guilherme Argentão, o violonista Felipe Rodrigues, e Bruno Paparoti, único membro de Americana, que toca a viola caipira.

Da turnê que o grupo realizou no meio do ano, Filipe destaca a atração de diferentes gerações. “A gente teve uma experiência na festa junina, nas festas de cidade, que é dia de santo, em junho e julho, que é quando aumentam as contratações nossas, e a gente foi para o lado de fronteiras de Minas Gerais. Então, essa região, pra lá de São José do Rio Preto, lá o pessoal gosta muito de viola. É uma energia muito forte. Agrada tanto o público já jovem quanto o mais velho”, relata.

ACONTECE: O Grupo Violado apresenta o show “Uma Autêntica Viagem Ao Universo da Viola Caipira” a partir das 20h30 desta sexta-feira, no Teatro Municipal Manoel Lyra, localizado na Rua João 23, Centro. Os ingressos custam entre R$ 20 e R$ 40.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora