Eddie Fernan apresenta sons autorais e releituras

Cantor, compositor e violonista celebra seus 23 anos de carreira no movimento Juca Jazz, na noite desta terça-feira


O cantor, compositor e violonista Eddie Fernan apresenta músicas de seus dois álbuns autorais e outras de autores que o influenciaram, hoje, em Americana, na 31ª edição do Juca Jazz Club, que marca dois anos e meio do Movimento Juca Jazz.

Fernan celebra seus 23 anos de carreira. Entre as releituras de influências, destaque para Djavan e outros da nova geração da MPB. Tem como músicos convidados, Denis Talasso (teclados) e Renato Leme (bateria). Com voz e violão, Eddie completa o trio. A apresentação começa pontualmente às 20h30, antes e depois do show, o DJ Viny Blanco comanda suas pick-ups com LPs selecionados de sua coleção.

Foto: Divulgação
Ele celebra seus 23 anos de carreira e dois anos e meio do movimento Juca Jazz na noite de hoje

Nascido em Tupi Paulista (SP), Fernan reside em Americana desde os cinco anos de idade. Desde a infância e adolescência demonstrava interesse e paixão pela arte musical. Aos 15 anos, ganhou seu primeiro violão, como presente de seus pais e começou a estudar de forma autodidata. Sempre atento a música que tocava nas rádios, delineava suas preferências e referências musicais como Djavan, Gilberto Gil, Cláudio Zoli, Lenine, entre outros.

Ainda na adolescência, começou a escrever suas primeiras canções e muito jovem começou a participar, como vocalista de bandas de pop e rock e, posteriormente, em bandas de baile e projetos alternativos. Seus álbuns são o “Música para o Silêncio”, de 2009, e o “Ciclo”, de 2015.

ACONTECE: O 31º Juca Jazz será realizado no John Gow Irish Pub, localizado na Rua Herman Müller, 275, Jardim Girassol. O couvert artístico custa R$ 10. A casa atende a partir das 18h.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!