Duo apresenta versatilidade do violão em Americana

Laércio Ilhabela e Íris Cordeiro estreiam nesta sexta projeto que varia do choro e flamenco a clássicos do jazz, além de autorais


“Violão em Todos os Sentidos”. Não haveria um título melhor para o projeto que Laércio Ilhabela e Íris Cordeiro estreiam às 20h30 desta sexta-feira, pelo Juca Jazz, na Kalango Cervejaria Artesanal, em Americana.

Trazendo a harmonia e versatilidade dos violões de seis e sete cordas, o duo mostra na prática sua técnica em variações rítmicas e melódicas em uma série de estilos, entre eles choro, flamenco e alguns clássicos do jazz, além de
músicas de sua autoria.

“A gente já tem tocado e ensaiando algumas coisas, mas estamos começando. Em princípio, são os choros do Waldir Azevedo, Dilermando Reis, João Pernambuco, também uns tangos de [Carlos] Gardel, pode ter um mist americano de Erroll Garner com arranjo da gente, coisas do Baden [Powell], samba em prelúdio, choros meus que eu fiz, coisas de fronteiras, tipo músicas merceditas. Ao mesmo tempo, tocamos Pixinguinha com [Noel] Rosa, alguma coisa de flamenco, no concerto de Aranjuez. É uma mescla dentro de todos os ritmos dentro da técnica violonística”, detalha Laércio.

O violonista é compositor e arranjador. Tem um DVD e cinco CDs gravados, já se apresentou junto a grandes nomes da música brasileira em concertos no Brasil e na Europa. “Estou começando agora agora com [o violão de] sete cordas. Está indo bem e a gente vai começar mostrando isso”, acrescenta.

Já Íris Cordeiro é violonista autodidata. Tocou com importantes artistas da música popular brasileira como Manezinho da Flauta (sobrinho de Pixinguinha), Monarco, Luiz Carlos da Vila, Carlos Poyares, Cyro Aguiar, Gilson de Souza, entre outros.

Muito requisitado na Região Metropolitana de Campinas, onde vive atualmente, tem participações em vários grupos de choro e samba, como Velha Arte do Samba, Corta Jaca, Primas
& Bordões, entre outros.

ACONTECE
A apresentação de Laércio Ilhabela e Íris Cordeiro no Juca Jazz ocorre nesta sexta-feira, a partir das 20h30, na Kalango Cervejaria Artesanal (Rua da Prata, 128, Vila Biasi, Americana). A casa abre às 17h30 e haverá discotecagem do DJ Viny Blanco. O couvert artístico custa R$ 5.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora