Documentário resgata capítulos esquecidos da música brasileira

Exibido em primeira mão no festival de cinema in-edit, em maio, agora a série de oito episódios será exibida no canal Music Box Brasil


Foto: Divulgação
Compositor Paulo Massadas (à direita) com a apresentadora Xuxa; no documentário, ele relata auxílio nas gravações

Mutante por natureza, a música pop se adapta com facilidade aos ambientes em que é plantada. Exemplos vão do rock inglês dos anos 1960 ao K-pop do século 21. Por isso mesmo, sendo o Brasil um País que muitas vezes flerta com o surrealismo, seu subterrâneo musical é rico em histórias que beiram o inacreditável.

O problema é que na contramão dessa capacidade de produzir boas histórias, temos uma historiografia musical muito pobre, o que deixa períodos de nossa MPB (Música Popular Brasileira) basicamente enterrados no purgatório da falta de memória histórica.

O documentário “História Secreta do Pop Brasileiro”, de André Barcinski, é uma tentativa de nos salvar desse deserto. Exibido em primeira mão no festival de cinema in-edit, em maio, agora a série de oito episódios será exibida no canal Music Box Brasil, neste mês (com datas a definir).

O filme é uma extensão do livro “Pavões Misteriosos: 1974-1984: A Explosão da Música Pop no Brasil” (Editora Três Estrelas), lançado em 2014 pelo próprio Barcinski. “Na verdade o livro é mais amplo. No documentário usamos alguns recortes temáticos do que era o livro”, explica autor, que também é crítico musical.

Documentário vai dos ‘falsos gringos’ ao grupo que gravou centenas de hits

Foto: Divulgação
Gretchen e o excêntrico produtor Mister Sam, que revelou a artista

Com exibição de seus oito episódios programada para este mês no canal Music Box Brasil, em datas a serem definidas, o documentário “História Secreta do Pop Brasileiro”, de André Barcinski, se debruça por momentos como a onda dos “falsos gringos”, que revelou, nos anos 1970, nomes como Morris Albert e Mark Davis (futuro Fábio Jr.), os discos fantasmas que usavam hits internacionais para fazer dinheiro para as gravadoras brasileiras e a explosão da música infantil, com Xuxa e Balão Mágico.

Tudo em meio a entrevistas com pessoas que estiveram à frente desses momentos. “Muitos desses entrevistados ficaram emocionados de estarem contando suas histórias, afinal o que eu percebi, é que nunca eles foram entrevistados como deviam”, ressalta Barcinski. Entre os que aparecem no filme estão Gretchen, Raul Gil, Dudu França, Gilliard e Mister Sam.

Nesse trabalho de arqueologia, o documentário chega até o grupo Os Carbonos, que ganha um episódio só para eles no filme. Grupo de acompanhamento de várias gravadoras entre os anos de 1960 e 90, eles tocam em literalmente centenas de sucessos nacionais, de Gal Costa a Zezé Di Camargo & Luciano.

“Talvez seja a grande descoberta deste trabalho. Todo mundo que eu ia entrevistar falava dos Carbonos. Aí, quando cheguei neles, descobri esses grandes músicos que quase ninguém do público conhece, mas que são ouvidos há décadas em rádios de todos os segmentos como músicos acompanhamento. São eles, por exemplo, que tocam em ‘É o Amor’”, aponta Barcinski, se referindo ao grande sucesso de Zezé Di Camargo & Luciano.

Mas acima do valor histórico, “A História Secreta do Pop Brasileiro” oferece momento de pura diversão, tanto por quem assiste como para os entrevistados e equipe de produção – é possível ouvir os risos do diretor vazando nos microfones em vários momentos do filme. Como diz a letra de um velho samba de Ary Barroso, o pop brasileiro também é um pouquinho de Brasil.

Sinopses dos episódios

  • 1 Clones
    Como as gravadoras regravavam hits internacionais com artistas locais e tentavam enganar o público.
  • 2 Falsos gringos
    Nos anos 1970 vários cantores brasileiros fingiam ser estrangeiros, entre eles estava o futuro astro Fábio Jr.
  • 3 Carbonos
    A história da banda que acompanhou centenas e centenas de grandes sucessos de cantores dos mais diferentes estilos.
  • 4 Discos Fantasmas
    Até grandes gravadoras colocavam no mercado hits internacionais regravados por instrumentistas brasileiros para não pagar direitos.
  • 5 Coristas
    Backing vocals que marcaram a música popular brasileira, mas que não ficaram famosas.
  • 6 Música infantil
    No começo dos anos 1980, a música infantil virou febre com Xuxa, Balão Mágico, Trem da Alegria e muitos outros.
  • 7 Domingueiras
    Os sucessos que nasceram nos clubes brasileiros inspirados no auge das discotecas dos EUA.
  • 8 Mister Sam
    O excêntrico produtor que inventou Gretchen e vários outros hits ganha um episódio para ele.

 

 

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora