Cantora exibe irônicas canções em Nova Odessa

Martina Marana lança trabalho como instrumentista e compositora em show nesta sexta-feira no Teatro Municipal


Durante sua adolescência, a valinhense Martina Marana já via que as bandas eram geralmente formadas por meninos e percebia que a aceitação para mulheres era melhor para a cantora do que para a instrumentista. Começou estudando e tocando violão, mas se sentia melhor aceita como vocalista. 

“O machismo que existe no meio musical acaba nos oprimindo de uma tal forma que por muitas vezes até duvidei da minha capacidade em tocar”, relata a musicista. Tais experiência acabam predominando em letras do disco “Eu Toco Mal”, cuja turnê de lançamento ela estreia nesta sexta-feira, em Nova Odessa. 

Foto: Érika Mayumi / Divulgação
Martina diz ser influenciada por nomes como Joyce, João Bosco e MIlton Nascimento

Contemplado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, por meio do ProAC (Programa de Ação Cultural), o projeto de MPB traz Martina como instrumentista e compositora. Com pitadas irônicas em algumas composições, ela critica o preconceito machista no meio musical.

O ápice está na composição que dá nome ao disco e possui arranjo de Paulo Paulelli, renomado baixista que integra o Trio Corrente, ganhador do Grammy na categoria de melhor álbum latino de jazz em 2018. “Eu toco mal, eu dirijo mal, mas viajo sozinha para o litoral. No carnaval ele não me quer, não dança com ninguém quem for sua mulher”, entoa a autora.

A artista afirma que faz da música o seu lugar de fala feminina por meio da arte. “As composições trazem muito da minha experiência vivida como musicista. As mulheres, quando são instrumentistas, se lançam em um trabalho próprio como artista e não como uma acompanhadora de outro artista. Basta ver o talento de algumas mulheres que são excelentes instrumentistas, como Joyce e a Rosas Passos”, destaca.

Jazz. O projeto musical da artista nasceu a partir do estímulo do pianista e arranjador Felipe Silveira. Martina traz influência de músicos consagrados, como Milton Nascimento, João Bosco, Joyce e Djavan, e explora sua vertente jazzística e improvisacional, fruto de seu trabalho como pesquisadora em música na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Depois de Nova Odessa, a musicista segue por apresentações em Amparo, Itatiba, Campinas e Jundiaí.
Acompanham a cantora os músicos Felipe Silveira (teclado), Marcus Teixeira (guitarra) Felipe Fidelis (contrabaixo), Celso de Almeida (bateria) e Gabriela Machado (flautas).

ACONTECE: O show de Martina Marana vai acontecer às 20h desta sexta-feira, no Teatro Municipal Divair Moreira, localizado na Rua Tamboril, 140, no Jardmi das Palmeiras em Nova Odessa. A entrada é gratuita.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora