‘Artivista’ Luis Capucho se apresenta em Limeira

Músico apresenta neste sábado um resumo de sua carreira musical underground


Luís Capucho sempre teve uma relação muito próxima com a música. Ainda na adolescência, o cantor, compositor e escritor nascido em Cachoeiro do Itapemirim (ES) mudou-se para Niterói (RJ) com a mãe, tomou coragem para se apresentar em pequenas casas de shows e teve até uma composição sua, “Maluca”, gravada por Cássia Eller.

“A letra é sobre uma história acontecida com uma amiga de mamãe”, disse o artista ao LIBERAL. “Ouvi sua amiga contando-lhe essa história do caminhão de rosas e, aí, completei a melodia com ela”.

Foto: Maria Isabel Oliveira / Divulgação
Luís Capucho refaz sua particular trajetória na música em show na cidade de Limeira

Mas a vida tem suas reviravoltas. Tido como uma das promessas da música brasileira, Capucho entrou em coma em 1996 em decorrência de uma neurotoxoplasmose e se descobriu portador do HIV. Mesmo assim, não abandonou a música: após deixar o hospital, adaptou a voz às suas novas limitações e escreveu diversas músicas sobre temas tabus e sobre momentos de sua própria vida.

“A arte serviu como motivação para que eu quisesse ficar cada vez mais recuperado”, disse o compositor, que se denomina um “artivista”, ou seja, um artista que também é um ativista pelo amor.

O resultado dessa paixão pela arte e pela música são cinco discos de canções próprias, o mais recente deles lançado no mês passado, chamado “Crocodilo”. “Eu tenho aprendido muito sobre mim”, apontou o artista, sobre as apresentações que têm feito para divulgar o novo trabalho.

Capucho faz um show intimista neste sábado no Casarão Café, em Limeira. A cantora limeirense Simone Carvalho faz a abertura da noite a partir das 19h30. Na apresentação, o compositor faz um resumo de toda a sua carreira, cantando músicas dos seus cinco discos.

“É quase um ‘best of’ dos últimos vinte anos”, brincou Capucho. “É muito legal poder tocar em Limeira, onde tenho amigos, com minha banda em sua formação mais consistente pois vamos mostrar essas músicas do jeito que elas realmente devem ser tocadas”.

Em “Crocodilo”, Capucho apresenta 10 faixas que contam com participações especiais de Gustavo Galo, Julia Rocha, Lucas de Paiva, Claudia Castelo Branco, Bruno Cosentino, Marcos Campello, Evaldo Luna e Pedro Carneiro. Apesar de pouco conhecido do grande público, o cantor garante um show eclético. “Na verdade, eu falo pra todo mundo. Minhas músicas ou livros não são direcionados”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora