13 de julho de 2024 Atualizado 08:03

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura

Modelo plus size Bruna Luísa provoca debate sobre padrão estético em ‘Beleza Fatal’, da Max

Muitas das cenas de Bruna Luísa em “Beleza Fatal” foram gravadas no ambiente de uma clínica estética, local de trabalho de Marlene

Por MÁRCIO MAIO - TV PRESS

05 de julho de 2024, às 14h21

Não se enquadrar em um padrão estético tradicional é algo que pode mexer com a autoestima de muita gente. Mas isso não se aplica à confiante Marlene de “Beleza Fatal”, personagem da estreante Bruna Luísa. Na novela da Max, prevista para estrear em 2025, a paranaense de 36 anos interpreta uma mulher autêntica e carismática que, como Bruna mesmo define, é “grande e com curvas”. “O que mais me atraiu foi justamente o amor próprio e a autoestima reais que ela tem! Não é fachada, a Marlene realmente gosta de ser quem é e de habitar o corpo que habita”, defende.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O histórico de Bruna torna o papel ainda mais especial. Paranaense de Cornélio Procópio, ela cresceu em Londrina e hoje tem imponente 1,80 m de altura. Já foi atleta de judô, mas se destacou mais como modelo plus size. Seu primeiro desfile aconteceu na Fashion Weekend Plus Size, em São Paulo. “Era uma época em que o segmento não era tão bem visto pelo mercado quanto é hoje. Depois, vivi também toda a valorização que existe agora”, conta, entregando que esse período acabou ajudando em seu trabalho de composição.

A história de “Beleza Fatal” gira em torno da vingança de Sofia, interpretada por Camila Queiroz, contra a tia Lola, vilã vivida por Camila Pitanga que, no passado, foi responsável por uma prisão injusta sofrida por Cléo, a mãe de Sofia. Na trama, Marlene trabalha justamente com Lola. “Desde o primeiro dia, fui absurdamente acolhida pela equipe. Aprendi muito com todos e eu estava aberta a absorver tudo que podia. Contracenar com Camila Pitanga em meu primeiro trabalho e ser dirigida pela Maria de Médicis é um baita privilégio”, valoriza.

Muitas das cenas de Bruna Luísa em “Beleza Fatal” foram gravadas no ambiente de uma clínica estética, local de trabalho de Marlene. O que torna ainda mais especial essa valorização dos corpos diferentes na televisão. “Na época em que comecei como modelo, era uma luta árdua ocuparmos um lugar. Acredito que eu tenha levado esse senso de pertencimento para a Marlene. Ela sabe que é bonita, gosta de moda e de estar produzida e ama trabalhar em uma clínica de estética. Marlene se sente parte daquilo”, adianta.

Assim que chegou ao primeiro dia de gravação de “Beleza Fatal”, Bruna ficou impressionada com a dimensão de tudo. “Era uma equipe gigantesca e focada em um mesmo projeto”, lembra, deslumbrada. Apesar de se tratar de uma novela, a produção é uma obra fechada, ou seja, inteiramente gravada antes de sua exibição. Algo que, na verdade, a atriz parece não conseguir avaliar se faz diferença ou não em sua atuação.

“Foi a minha primeira novela. Então, mergulhei no roteiro assim que o recebi”, diz, dizendo-se uma grande fã das plataformas de streaming. “Acho que elas deixam o telespectador mais próximo da obra. Você se torna íntimo dos personagens, tem acesso a eles quando quer. E foi também o streaming que abriu portas para formas fora do padrão, como as minhas. Espero, sinceramente, que a televisão aberta também possa abraçar isso mais e mais”, torce.

“Beleza Fatal” – Max – Estreia prevista para janeiro de 2025.

Publicidade