19 de setembro de 2021 Atualizado 21:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura

Michel Teló busca manter trajetória vencedora no formato Kids

Por Caroline Borges / TV Press

01 ago 2021 às 12:46 • Última atualização 01 ago 2021 às 14:37

Com mais de 25 anos de carreira, Michel Teló já viu, ouviu e viveu muita coisa ao longo de sua trajetória profissional. Ao ocupar a cadeira de técnico do “The Voice Kids”, o cantor sertanejo pretende ir muito além da função de eliminar ou classificar um participante.

Durante a temporada inédita do “reality show” infantil, Teló quer dividir seus anos de estrada com os pequenos cantores. “Quero passar as coisas que acho que fazem a diferença na vida de um cantor. E acredito que a abordagem não mude muito. São crianças e adolescentes, mas é impressionante como eles são antenados. Acho que a conversa com eles é de igual para igual e eles estão muito receptivos para aprender”, explica.

Teló faz sua estreia na atual temporada do programa infantil. Porém, já é velho conhecido da franquia musical. Pentacampeão no “The Voice Brasil”, o sertanejo conta com a bem-sucedida experiência para vencer os colegas Gaby Amarantos e Carlinhos Brown na saudável disputa. “Eu sempre recebo por onde eu passo muito carinho e respeito das pessoas por eu ter ganho cinco vezes consecutivas o ‘The Voice Brasil’. Elas acham sensacional e eu também. Para mim, sempre foi algo incrível, não vou esquecer nunca mais. As pessoas se conectam muito comigo, hoje em dia, através da minha família, e agora teremos uma conexão maior ainda”, afirma.

Desde 2015 no formato, Teló já dividiu o palco com diversos colegas, como Claudia Leitte, Ivete Sangalo, Iza e Lulu Santos. Ele, inclusive, participa de um grupo de aplicativo de mensagens com os ex-técnicos e técnicos da competição. “É um carinho, um respeito e um amor por cada técnico que já passou pelo programa. A gente tem um grupo com todos os técnicos, mesmo do ‘The Voice Mais’ e do ‘Kids’. A gente sempre se fala, troca mensagens e ideias. Lulu Santos, por exemplo, eu não conhecia pessoalmente e virou um grande amigo, com quem troco muitas ideias e falo sempre. Ivete também estreitamos demais a intimidade. Eu fico muito honrado e feliz em trabalhar com todos eles”, elogia.

Assim como boa parte dos candidatos do programa comandado por Márcio Garcia, Teló também começou cedo no universo da música. Com sete anos, ele pisou pela primeira vez em um palco durante uma apresentação em homenagem ao Dia dos Pais em sua escola. “Minha mãe colocou em mim um terninho tipo do Roberto Carlos (risos). Foi naquele momento meu despertar para a música. Meus pais me apoiaram muito. Eles sempre me levavam em festivais ou rodas de gente cantando. Anos depois, eu pude homenagear meu pai cantando ao lado do Rei em um especial”, relembra.

Com 14 anos, Teló já tinha montado seu primeiro estúdio em casa e participou ativamente da produção de seu primeiro CD. Já adulto, ele entrou para o grupo Tradição, onde permaneceu por 12 anos até decidir pela carreira solo. “Com um ano de carreira, a música ‘Fugidinha’ já era sucesso. Depois, veio ‘Ai Se Eu Te Pego’ e foi um estouro. Recentemente, completamos um bilhão de visualizações no YouTube. Foi algo incrível que tive a alegria de viver”, valoriza.

Publicidade