26 de outubro de 2020 Atualizado 18:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Uma jornada intensa

Mariana Ximenes relembra dia a dia atribulado de “A Favorita”

Entre as principais memórias da atriz sobre o projeto estão os momentos que foram vividos por trás das câmeras

Por TV Press

08 jul 2020 às 17:11

A trama de “A Favorita”, recém-lançada no Globoplay, foi bastante intensa. Apesar das diversas reviravoltas e revelações do enredo, Mariana Ximenes lembra principalmente dos bastidores da novela de João Emanuel Carneiro. Entre as principais memórias da atriz sobre o projeto estão os momentos que foram vividos por trás das câmeras.

“A gente tinha um ritmo de gravação muito acelerado e intenso. Lembro que dormi na casa da Claudia Raia (Donatella) diversas vezes. Assim a gente podia estudar as cenas com profundidade e tempo. Eram sequências muito longas e fortes. Foi um exercício lindo como atriz”, explica Mariana, que viveu a confusa Lara na história.

Para acessar os sentimentos confusos de Lara, Mariana recorreu ao boxe durante a novela – Foto: Divulgação

Lara, que era herdeira de um império de papel e celulose, estava no centro da disputa entre Donatella e Flora, interpretadas por Claudia Raia e Patrícia Pillar. A jovem é fruto de um relacionamento extraconjugal de Flora com Marcelo, papel de Flavio Tolezani.

Após cumprir uma pena de 18 anos de reclusão pelo assassinato do amante, Flora deixa a prisão disposta a provar a sua inocência. Ela acusa a ex-parceira, Donatella, de ter cometido o crime. Ao mesmo tempo, a vilã quer se reaproximar da filha que foi criada pela rival.

“A novela tem personagens muito bem escritos e multifacetados. A Lara tinha um conflito muito forte entre essas duas mães. Quem era a verdadeira mãe? Tinha uma ideia da validação do amor, do afeto materno. Foi uma personagem em que trabalhei bastante a raiva”, aponta.

TÉCNICA
Para acessar os sentimentos confusos de Lara, Mariana recorreu ao boxe durante a novela. Além disso, a atriz também tinha uma técnica curiosa antes de entrar em cena. Mariana levava uma espuma para os bastidores e socava antes de começar a gravar suas sequências.

“O contrarregra segurava enquanto eu socava (risos). Isso me ajudava a entrar em outra temperatura na cena. Eu precisei abrir diversas gavetas de raiva e loucura para interpretar a Lara. Precisava instigar esses sentimentos dentro de mim”, relembra Mariana, que, assim como o público, não sabia quem era a vilã e a mocinha da história.

“Descobri lendo os capítulos porque eu precisava gravar, né? Mas, ao longo da novela, comecei a desconfiar. Achei genial toda a construção das atrizes. Difícil guardar um segredo desse porte”, completa.

Nos Tempos do Imperador

Em quarentena forçada em virtude da pandemia do novo coronavírus, Mariana Ximenes estava pronta para voltar ao ar este ano. A atriz está no elenco de “Nos Tempos do Imperador”, próxima novela das seis.

A produção, que já estava em fase de gravações e ia estrear em março, foi adiada por conta das medidas de isolamento social. Na história, ela viverá Luísa, a Condessa de Barral, e será a preceptora das princesas Isabel e Leopoldina, interpretadas por Giulia Gayoso e Bruna Griphao.

Ao se mudar para a Corte, a jovem acaba se envolvendo com Dom Pedro II, de Selton Mello. “Estávamos gravando e, de repente, precisamos interromper tudo. Não sei ainda quando vamos voltar aos estúdios, mas a gente vai voltar com certeza”, torce.

Publicidade