Americanense conquista prêmio de literatura com livro infantil

Escritora Cássia Viger foi a vencedora do Troféu Literatura 2017 na categoria infantil, com o livro “Cutuca o Tucano”


Foto: Divulgação
Cássia Viger foi a vencedora na categoria de melhor livro infantil

A escritora americanense Cássia Viger foi a vencedora, na categoria de melhor livro infantil, do Troféu Literatura 2017, oferecido pela ZL Editora. A escritora venceu com o livro “Cutuca o Tucano”, lançado na Bienal do Livro do ano passado, em São Paulo, pela Scortecci Editora. “Fiquei surpresa ao receber esse prêmio, mas, ao mesmo tempo, muito feliz”, comemorou Cássia. O prêmio será entregue no dia 1º de dezembro, em um evento realizado no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

O Troféu Literatura 2017 ofereceu diversos prêmios em 14 categorias literárias. O livro “Os Fios do Anagrama”, de autoria da procuradora de Justiça aposentada Beatriz Helena, por exemplo, foi premiado como o melhor livro de contos. “É um prêmio que dá oportunidade para vários artistas, nos mais variados segmentos”, apontou a escritora americanense.

Em “Cutuca o Tucano”, Cássia mostra a história do tucano Trololó e de um grupo de pesquisadores chamado Os Manchas. “No enredo, Os Manchas e Duca, uma menina cheia de criatividade, conhecem um tucano, o Trololó, na Floresta Amazônica, que sofre bullying dos demais pássaros por não saber cantar. Ele usa um violão e faz muito sucesso, mas mesmo assim, não é totalmente feliz. Os Manchas, então, resolvem interferir e ajudar o animal. A história tem final feliz, mas serve para falar com as crianças sobre vários assuntos importantes”, ressaltou.

Foto: Divulgação
Livro foi lançado durante a Bienal do Livro de São Paulo no ano passado

Com 24 páginas, “Cutuca o Tucano” conta com ilustrações de Robson Rocha e foi lançado durante a Bienal do Livro de São Paulo no ano passado. “Esse livro foi finalista do concurso da União Brasileira de Escritores. Depois, foi editado pela Pingo de Letra, do grupo editoral Scortecci, e lançado na Bienal do ano passado”, detalhou a escritora.

Ainda segundo Cássia, foi durante o evento que ela recebeu o convite para participar do concurso literário. “A ZL Editora, que organiza o prêmio, me chamou para participar do concurso. Essa é uma editora que, além de editar seus livros próprios, dá a oportunidade aos escritores do Brasil de levar suas obras para outros mercados, organizando salões do livro em vários países”.

Entre as cidades onde são realizados salões de livros estão Nova York (EUA), Lisboa (Portugal), Berlim (Alemanha) e Montreal (Canadá), sempre com a presença de autores brasileiros. “Receber esse troféu é muito importante para mostrar nosso trabalho para cada vez mais pessoas. Isso serve para abrir nossa mente, abrir outros caminhos e conhecer cada vez mais autores”, complementou Cássia.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!