24 de Maio de 2020 Atualizado 20:46

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Cultura

Imagens que viram auxílio para projetos sociais na cidade

Por Agência Estado

04 Maio 2020 às 08:30 • Última atualização 04 Maio 2020 às 14:06

De repente, tudo mudou. Um susto mundial. Uma doença, a covid-19, se alastrou pelo planeta, transformando nosso modo de ser e estar, de viver e de se relacionar. A incerteza tomou conta de nós e fomos catapultados para situações há muito não vividas: medo, isolamento, separação, miséria e morte. Na linha de frente, médicos, enfermeiros, todo o pessoal do setor da saúde, entregadores, motoboys e a imprensa. Na linha de frente também, fotógrafos e cinegrafistas que passaram a registrar com imagens magistrais a tragédia que avançava. Não números e estatísticas, mas pessoas, famílias, amigos.

Uma das primeiras e mais fortes imagens foi a de uma carreata de caminhões do exército carregadas de caixões na cidade de Bergamo, uma linda cidade italiana, situada na região da Lombardia, uma das mais afetadas da Itália. Um médico do hospital local enviou um pedido de ajuda. A revista Perimetro acatou e, de repente, nasceu o projeto 100 Fotos para Bergamo. Uma venda de imagens online, que reuniu 100 fotógrafos do mundo todo – eles doaram suas imagens para ajudar o hospital Papa Giovanni XXIII.

Foi um sucesso. O valor arrecadado, 700 mil euros, foi doado ao hospital. Participaram deste projeto dois fotógrafos brasileiros: Rafael Jacinto que, desde 2018, está morando em Milão, e Victor Moriyama. Partiu dali, dos dois, a ideia então de fazer o mesmo no Brasil.

O projeto foi criado como uma corrente: Rafael chamou as produtoras culturais Flávia Padrão e Monica Maia. Ao grupo, juntou-se também a fotógrafa paulistana Bice Costa. Outros amigos foram chamados para a organização, totalizando uma equipe de dez pessoas. O grupo conta também com apoio de designers, galerias e estúdios de impressão, que facilitaram a possibilidade de efetivação do projeto. Os convites começaram a ser feitos e 150 fotógrafos brasileiros aceitaram doar suas imagens.

O resultado é o 150 Fotografias para São Paulo, uma venda de fotos online onde cada imagem é vendida a R$ 150. O material está disponível para compra até amanhã, dia 5. As imagens estão no site 150fotosparasp.com.br.

A verba arrecadada será revertida para a Paróquia São Miguel Arcanjo, no bairro da Mooca, que é coordenada pelo padre Julio Lancellotti e auxilia pessoas em situação de rua; e para o projeto Treino na Laje, de Sophia Bisilliat, que habitualmente ministra aulas de ioga para mulheres e jovens da periferia de São Paulo, mas, durante a quarentena provocada pela pandemia do coronavírus, transformou-se em ponto de entrega de cestas básicas, refeições e kits de higiene para população mais necessitada. “O formato deste projeto me agrada muito”, explica, por e-mail e desde Milão, Rafael Jacinto, um dos idealizadores. “Trata-se de um projeto coletivo, que utiliza a fotografia para uma ajuda imediata.”

De fato, as imagens cedidas pelos fotógrafos trazem um pouco de calma e tranquilidade em um mundo, por enquanto, muito conturbado.