16 de julho de 2024 Atualizado 08:40

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura

‘Homem com Mil Filhos’: conheça a história do doador de esperma que virou doc na Netflix

Por Agência Estado

05 de julho de 2024, às 17h31

O Homem com Mil Filhos, minissérie documental que chega nesta quarta, 3, na Netflix, assusta com o título. Mas acredite: a história do holandês Jonathan Jacob Meijer é hiperbólica mesmo. Ao longo de mais de 15 anos, ele foi doador de esperma e, segundo ele, ajudou famílias a realizar sonhos.

Contudo, o que a produção revela é o drama de pais e mães que acreditaram na palavra de Meijer e descobriram que o doador responsável pelo nascimento dos seus filhos doou também para outras centenas de casais. Pior: estima-se que ele passou mais de 50 mil horas em clínicas de fertilização, e não só no seu país de origem. Meijer teria feito doações na Austrália, Dinamarca, Alemanha, Hungria, México, Polônia, Romênia, Sérvia, Suécia, Suíça, Ucrânia e Estados Unidos.

Resultado: o próprio Meijer não sabe ao certo quantas crianças nasceram das suas doações – até porque alguns dos bancos de esperma que usou fora da Holanda não são obrigados a revelar se houve nascimentos a partir das suas amostras. Contudo, ele admitiu no tribunal, no ano passado, que foi responsável por ao menos 550 crianças.

Ainda que possa não ter os mil filhos sugeridos pelo título do documentário, 500 já seria um número chocante. De acordo com o jornal The Independent, isso significaria que em 100 anos ele teria 15 mil descendentes andando por aí.

E essa é a grande preocupação dos pais enganados por Meijer. “Nossos filhos não podem nunca só sair ou transar com alguém, eles sempre terão que tomar cuidado e, mesmo assim, o parceiro pode não saber que é filho de um doador”, afirmou Natalie, uma das vítimas, à publicação.

Foi esse receio quanto ao risco de incesto que motivou a ação civil contra Meijer em 2023, mas este não foi o primeiro caso contra ele. Em 2017, ele foi proibido de fazer novas doações na Holanda após ser constatado que ele era o pai de 102 crianças, oriundas de doações feitas a 11 clínicas no país.

‘Enganoso’

Com a nova notoriedade do caso após o lançamento da produção, Meijer veio a público declarar que a minissérie é “enganosa”. À BBC Radio 4, ele disse: “acho que a Netflix fez um ótimo trabalho selecionando cinco famílias que estão infelizes das 225 famílias que eu ajudei, e elas definitivamente contariam outra história”.

A produtora-executiva do documentário, Natalie Hill, rebateu as críticas. “Passei os últimos quatro anos falando com as famílias impactadas pelas mentiras do Jonathan. Eu pessoalmente conversei com 45 ou 50 famílias”, disse, lembrando que 50 famílias também deram declarações de impacto sobre o comportamento de Meijer e pediram para que o juiz da ação de 2023 o impedisse de continuar.

Ainda não existem leis internacionais regulando doações de esperma, e Meijer não é o único, digamos, entusiasta da prática. A minissérie revela que existem outros homens que viajam o mundo fazendo doações, sem qualquer restrição.

Com três episódios, O Homem com Mil Filhos já está disponível na Netflix.

Publicidade