24 de maio de 2022 Atualizado 14:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Videoclipe lembra rap de sucesso de grupo de Sumaré

Música “Castelo de Madeira” inspira projeto que conta com a parceria do rapper e compositor Demis Preto Realista

Por Isabella Holouka

20 Novembro 2020, às 08h09 • Última atualização 20 Novembro 2020, às 08h22

Com lançamento nesta sexta-feira (20), dia em que é celebrada a Consciência Negra, um videoclipe relembra o sucesso “Castelo de Madeira”, do grupo A Família, de Sumaré – um dos raps mais tocados nas rádios do Brasil, premiado e que tem mais de 10 milhões de visualizações nas redes sociais.

Trata-se da música entitulada “GAARA II”, produzida pelo rapper da nova geração Chinv (lê-se “China”), de Jundiaí, em parceria com o rapper e compositor Demis Preto Realista, do grupo A Família.

Rapers Chinv e Demis Preto Realista no local em que foi gravado o videoclipe lançado nesta sexta-feira – Foto: Divulgação

“A letra da música surge a partir do instrumental. O Chinv foi muito feliz quando utilizou o sample da canção. Ele extrai da música original a trilha e constrói um trap, ritmo super atual, o que mais toca o mundo da música hoje”, contou Demis ao LIBERAL.

“A letra fala da importância da nossa música, da nossa coletividade e da nossa postura enquanto representantes do hip hop, que é não só um movimento mas sim uma ferramenta de transformação social”, acrescenta ele.

O videoclipe que pode ser conferido pelo Youtube, foi gravado em Jundiaí, no Jardim São Camilo, que Demis explica ser um local em que A Família tem representatividade e contato, além de ser concentrar artistas negros, do rap e do samba, principalmente.

“‘Castelo de Madeira’ é uma música que eu considero muito importante para o rap nacional, escuto desde pivete. Foi uma das primeiras que ouvi, por ser da nossa região também. Eu acredito muito no hip hop, na nossa cultura que é a nossa escola. Para crescer o caule nós temos que alimentar nossa raíz, e este foi o principal motivo deste projeto”, contou Chinv ao LIBERAL.

Em nota divulgada à imprensa, em alusão à letra da música “Castelo de Madeira”, eles escrevem: “Os barracos ainda são os mesmos, a favela continua sua incansável luta pela sobrevivência, caos social, os sonhos ainda vivos. Por isso resistimos, e passos importantes foram dados. Acreditamos na música negra, vivemos a paixão marginalizada dos guetos ainda quilombos”.

Publicidade