13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

‘Trem-bala’ chega aos cinemas com Brad Pitt como protagonista

Produção estará nas telonas a partir desta quinta-feira trazendo ação e comédia

Por Marina Zanaki

04 de agosto de 2022, às 08h05

Estreia nesta quinta-feira (4) nas salas de cinema da região o thriller de ação “Trem-bala”. Inspirado em um best-seller japonês, o longa reúne criminosos em uma viagem de trem de Tóquio para Morioka.

Com um elenco estelar, o filme traz nomes como Brad Pitt, Sandra Bullock, Joey King, Aaron Taylor-Johnson, Logan Lerman, Michael Shannon, Brian Tyree Henry e o cantor Bad Bunny.

O longa tem como protagonista Ladybug (vivido pelo astro Brad Pitt), um assassino de aluguel azarado que está prestes a se aposentar, mas fará um último trabalho. Ele é recrutado por Maria Beetle (Sandra Bullock) para a missão, que consiste em coletar uma maleta em um trem-bala.

Sem saber, ele está embarcando em uma viagem acompanhado de adversários letais. A bordo, estão os assassinos Kimura (Andrew Koji), Prince (Joey King), Tangerine (Aaron Taylor-Johnson) e Lemon (Brian Tyree Henry). Todos eles têm objetivos conectados, mas conflitantes, que serão revelados ao longo do filme.

Protagonista Ladybug, vivido por Brad Pitt, é um assassino de aluguel azarado que está prestes a se aposentar – Foto: Divulgação

No trem mais rápido do mundo, Ladybug descobre que está sob uma ameaça letal. Uma bomba explodirá se o trem diminuir a velocidade abaixo de 80 quilômetros por hora – a menos que um resgate seja pago.

O filme tem direção de David Leitch, de “Deadpool 2” (2018). O cineasta traz em seu novo trabalho a mesma mistura de ação e comédia que marcaram o filme do personagem da Marvel Comics. Somado a isso, a história se passa no espaço confinado de vagões, onde acontecem cenas de luta repletas de acrobacias. Com 126 minutos de duração, o filme tem classificação indicativa de 16 anos.

ORIGEM. O roteiro é inspirado no livro de mesmo nome do autor japonês Kotaro Isaka. Com um clima de romance noir, a obra é repleta de momentos absurdos, personagens icônicos e tiradas mordazes. Ao longo de suas 464 páginas, o livro oferece um enredo cheio de reviravoltas. “Uma vibe meio Tarantino com os irmãos Coen”, definiu o jornal The Times.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A obra foi lançada em 2010 e teve mais de 700 mil exemplares vendidos no Japão. Kotaro Isaka é um autor best-seller em seu país e já venceu prêmios internacionais de literatura. Mais de dez obras suas já ganharam adaptações audiovisuais. “Trem-bala” é seu primeiro título publicado no Brasil. Ele foi lançado em maio deste ano pela Editora Instrínseca.

A adaptação da obra para as telonas foi alvo de críticas por trazer atores americanos ou britânicos para personagens que são japoneses. A mudança gerou queixas em redes sociais pela tendência de “ocidentalizar” personagens orientais.

O autor da obra declarou ao The New York Times que o contexto japonês não é decisivo para sua história e que sempre sonhou em vender um trabalho para Hollywood.

Publicidade