17 de julho de 2024 Atualizado 23:25

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Teatro Municipal de Americana teve aumento de 46% no público em 2023

No ano passado, 46.806 pessoas estiveram no local, segundo o Informativo Socioeconômico do município

Por Stela Pires

23 de junho de 2024, às 08h23 • Última atualização em 23 de junho de 2024, às 08h25

O Teatro Municipal Lulu Benencase “viu” mais pessoas ocuparem suas poltronas em 2023. O espaço teve um crescimento de 46,18% em público na comparação com o ano anterior, de acordo com dados apresentados pelo Informativo Socioeconômico do município.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

No ano passado, 46.806 pessoas estiveram no teatro, enquanto em 2022 foram 32.019. O dado supera ainda 2019, período pré-pandemia da Covid-19, em 2%.

O Teatro Municipal Lulu Benencase recebeu 46.806 no ano passado, 46,18% a mais que em 2022 – Foto: Arquivo Liberal

O aumento de público reflete “uma política pública de fomento à cultura”, de acordo com a Prefeitura de Americana. 

Em nota enviada à reportagem, a administração aponta que também houve um aumento no número de eventos realizados no município. Em 2023, foram 436, destes, 331 gratuitos, “criando um ambiente favorável para o consumo cultural”, de acordo com a prefeitura.

“Destaca-se a atração de shows e apresentações de qualidade no nosso teatro e que despertam o interesse e procura do público”, também trouxe a nota.

A reportagem solicitou para a administração uma entrevista com algum responsável pelo espaço para repercutir o aumento de público. A prefeitura, no entanto, recusou.

De acordo com a presidente do Comcult (Conselho Municipal de Cultura) de Americana, Renata Borges, as políticas de fomento apontadas pela administração incluem a Lei Paulo Gustavo, o Prêmio Cultural e as contrapartidas do Proac (Programa de Ação Cultural).

Outra política pública vem do CMDA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente), que financia projetos culturais com recursos destinados via imposto de renda pessoa física e jurídica.

“Tivemos apresentações belíssimas de dança, teatro, música e desenho da Casa Dom Bosco e Apam no Teatro Municipal Lulu Benencase”.

O informativo socioeconômico separa os eventos em nove categorias: dança; teatro adulto; teatro infantil; orquestra e ópera; shows musicais; formatura; mostra cultural; palestra e fórum; secretaria de educação; coral e banda.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

O teatro adulto é a categoria que mais movimento público no Lulu Benencase. No ano passado, 12.383 pessoas estiveram em evento do gênero, um aumento de 614% em comparação com 2022, que recebeu 1.734.

Logo atrás estão os eventos de dança, com 9.362 pessoas, e shows musicais com 8.639.

Renata aponta que as realizações da categoria de teatro adulto costumam ser provenientes de outras cidades, principalmente por causa das comédias de stand-up, enquanto os de dança são em sua maioria locais.

“A Câmara Setorial de Dança é mais engajada em ações culturais. O exemplo é a Mostra de Dança, que a cada edição atrai mais público”, disse. Outro fator são as academias de dança que buscam o espaço para festivais.

O que pensam as academias de dança de Americana 

A Art American Dance, do Jardim São Domingos, por exemplo, realiza dois espetáculos de dança ao longo do ano no Lulu Benencase. Segundo a proprietária da escola, Daniela Fortunato, a preferência é pelo teatro de Americana por causa dos alunos e seus familiares.

Os festivais da escola costumam levar cerca de 500 pessoas ao teatro municipal, número que poderia ser maior, já que o espaço tem 822 lugares.

“Por conta das novas regras do teatro, a quantidade de pessoas no elenco deve ser diminuída da plateia”, contou. 

Na prática, caso o elenco seja de 150 pessoas, como é o caso das realizações da Art American Dance, somente 672 pessoas poderiam assistir ao espetáculo.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Algumas escolas de dança optam por não alugar o espaço por causa do valor cobrado pelo aluguel, como é o caso da Travessia Studio – Arte e Movimento, do bairro Chácara Machadinho.

Atualmente, o valor cobrado para apresentação de espetáculos de academias e escolas de dança e assemelhados, em que haja cobrança de mensalidades ou anuidades, é de R$ 4 mil ou 10% da bilheteria, prevalecendo o que for maior.

“É um valor altíssimo, outros lugares são bem mais em conta”, disse a proprietária Fer Gândara. “Uma coisa que acho legal das outras cidades é que além de terem o valor mais em conta, também oferecem um valor menor para os munícipes”.

Publicidade