27 de maio de 2022 Atualizado 20:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Teatro Manoel Lyra recebe pré-estreia da peça sobre centenário da Semana de Arte Moderna

São Paulo Companhia de Dança vem à cidade nos dias 21 e 22 de janeiro com três montagens gratuitas

Por Marina Zanaki

16 Janeiro 2022, às 10h29 • Última atualização 16 Janeiro 2022, às 10h30

As apresentações são às 19h30 e os ingressos são gratuitos - Foto: Marcelo Machado

As mudanças trazidas pelos ventos modernistas da Semana de Arte Moderna de 1922 inspiram o espetáculo “Desassossegos”, da SPCD (São Paulo Companhia de Dança), que faz sua pré-estreia no Teatro Municipal Manoel Lyra, em Santa Bárbara d’Oeste. A companhia vem à cidade nos dias 21 e 22 de janeiro com três montagens gratuitas, entre elas a que celebra o centenário modernista.

A noite começa com “Mamihlapinatapai”, que parte de elementos desconstruídos da dança de salão para contar os caminhos e descaminhos do amor. O título se refere a uma palavra da língua yaghan que significa “um olhar compartilhado por duas pessoas, cada uma desejando que a outra tome uma iniciativa para que algo aconteça, porém, nenhuma delas age”. A obra é uma criação original de Jomar Mesquita e conta com colaboração de Rodrigo de Castro.

Na sequência, os bailarinos fazem uma apresentação inspirada no livro “O Corcunda de Notre Dame”, de Victor Hugo. Chamada de “Pas de Deux de Esmeralda”, trata-se de um duo da obra original que apresenta os personagens Esmeralda e Phoebus comemorando a liberdade e a possibilidade de viverem juntos. A montagem é uma versão de Duda Braz a partir da obra de Marius Petipa. O encerramento fica por conta de “Desassossegos”, novo trabalho original de Henrique Rodovalho.

INSPIRAÇÃO. A Semana de Arte Moderna inspirou os movimentos das bailarinas em cena, o figuro e o cenário. Assinados por Fábio Namatame, eles foram criados a partir de desenhos e esboços do renomado Flávio de Carvalho para o balé “A Cangaceira”. Segundo a SPCD, a nova criação reinterpreta, a partir da fusão de diferentes linguagens artísticas, o sopro de inovação no século XXI deixado pelos ventos modernistas.

Esta é a primeira vez que o espetáculo sobe aos palcos. A escolha por Santa Bárbara d’Oeste se deu, segundo a companhia, pela boa recepção nas outras seis vezes que estiveram na cidade. No ano passado, a SPCD fez a pré-estreia do espetáculo “Umbó” no palco barbarense. “O público que sempre nos acolhe com muito carinho terá a oportunidade de conferir a pré-estreia de ‘Desassossegos’, criação que faz uma homenagem ao centenário deste marco na história na cultura brasileira que foi a Semana de Arte Moderna de 1922”, disse a diretora artística e executiva da São Paulo Companhia de Dança, Inês Bogéa.

No dia 22, às 10h, a companhia também promove uma oficina prática de dança conduzida pela professora-ensaiadora Beatriz Hack. Na sequência, a diretora Inês e o coreógrafo Henrique Rodovalho realizam uma palestra para contar detalhes sobre a criação de “Desassossegos”.

A oficina é gratuita, mas é necessária inscrição prévia no www.spcd.com.br/educativo/inscricoes/. O uso de máscara e do comprovante de vacinação serão obrigatórios para assistir os espetáculos e participar das atividades. A SPCD é o corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado, gerida pela Associação Pró-Dança.

INGRESSOS. As apresentações são às 19h30 e os ingressos são gratuitos. Eles podem ser retirados um dia antes na bilheteria do teatro mediante a doação de materiais de limpeza, que serão revertidos para instituições sociais. A bilheteria funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30.

Publicidade