27 de setembro de 2020 Atualizado 22:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Virtual

Sumaré tem programação cultural em comemoração ao Mês do Folclore

Exposição “Lendas e Livros – Nosso Folclore Vivo” inclui live na próxima quinta-feira (13)

Por Isabella Holouka

09 ago 2020 às 08:19

Saci Pererê, Mula Sem Cabeça, Iara, Boto-cor-de-rosa, Aruanã, Matinta Perera e Curupira estão entre os personagens presentes na exposição virtual “Lendas e Livros – Nosso Folclore Vivo” da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer de Sumaré.

A programação foi planejada em comemoração ao Dia do Folclore, em 22 de agosto, e o conteúdo pode ser acessado pelo Facebook da administração, já que a Biblioteca Pública Municipal, onde a exposição estará montara até o final do mês, está fechada em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Todo o conteúdo fica gravado no Facebook da prefeitura, na sessão ‘Vídeos’ – Foto: Divulgação-Prefeitura de Sumaré

Agendada para a próxima quinta-feira (13), às 10 horas, a programação conta com uma live de cerca de 20 minutos com apresentação teatral seguida de exposição de personagens das lendas brasileiras com manequins, painéis e cenário temático, além da apresentação dos livros que basearam a composição do projeto.

Segundo os professores de teatro da secretaria, Cah López, Laudemir Merlini e Lino Bispo, que compõe a equipe por trás da programação, a apresentação não só apresenta a cultura popular, como também disserta sobre “a vilania de querer acabar com o folclore”.

“Aruanã, minha personagem, fala sobre a importância do folclore, da história que passa de geração em geração e que é o conhecimento de um povo. É importante que estejamos sempre lembrando do folclore, e ele é muito mais do que os personagens citados. São lendas, comidas, artesanatos, senhoras benzedeiras, parlendas”, explica Cah Lopez.

“E tudo isso precisa ser resgatado para que a nossa história e memória. É a cultura de base, que não foi americanizada e é nossa”, complementa.

Os livros que compuseram a pesquisa para a realização do trabalho também estão sendo divulgados na rede social da administração no Projeto Livro do Dia. Segundo Laudemir Merlini a iniciativa contribui para popularizar o acervo da biblioteca da cidade.

“Por enquanto esses livros não podem ser retirados, mas para que o nosso acervo folclórico seja conhecido vamos mostrar todos os livros por meio da live e pelo ‘Livro do Dia’”, explicou.

Programação cultural virtual.

A equipe esteve envolvida no mês passado em uma programação especial voltada para o aniversário de Sumaré, que completou 152 anos em 26 de julho.

“A Associação Pró-Memoria de Sumaré nos ajudou com fotos e objetos de época, unimos aos livros do acervo da nossa biblioteca, e fizemos uma exposição misturando passado e presente, falando um pouco inclusive sobre a pandemia”, pontuou Laudemir.
Todo o conteúdo fica gravado no Facebook da prefeitura, na sessão ‘Vídeos’.

Segundo os professores, a programação foi muito bem recebida pelo público e a intenção é que as ações culturais virtuais continuem enquanto durar a pandemia, com a possibilidade de os projetos serem ampliados e apresentados pessoalmente quando possível.

Publicidade