22 de maio de 2022 Atualizado 18:29

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Fotos da pandemia

Revista de fotos em preto e branco convoca fotógrafos para 10º edição

Do morador de Americana Tyto Neves, PBMAG quer criar um registro mundial de fotos em preto e branco sobre a pandemia da Covid-19

Por Isabella Holouka

22 Agosto 2021, às 08h10

Um centro urbano, que normalmente é muito movimentado, completamente vazio; uma noiva usando máscara, ou simplesmente a luz natural entrando pela janela, em uma sala de estar vazia. O que as três imagens têm em comum? Elas representam realidades vivenciadas durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O fotógrafo americanense Tyto Neves produz a publicação PBMAG – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

A partir da pergunta “O que você fotografou durante a pandemia?”, a revista independente de fotografia em preto e branco PBMAG, produzida pelo morador de Americana Tyto Neves, promove uma convocatória de fotógrafos amadores e profissionais, com o objetivo de entender e compartilhar a fotografia como mecanismo de expressão em tempos de isolamento e distanciamento social. 

A 10º edição da revista, que tem previsão de publicação em outubro, vai reunir fotografias realizadas entre março de 2020 e agosto de 2021, e já recebeu inscritos de diversos locais do Brasil, e de outros países, como Estados Unidos e Japão. 

“Estamos com uma boa movimentação global, com fotógrafos de outros países, e a ideia é produzir uma edição que faça um mapeamento do que as pessoas estavam fotografando em isolamento. Quanto maior a quantidade de inscritos, maior será a seleção, e teremos provavelmente uma ou duas fotos publicadas de cada um, dependendo do impacto da imagem, da importância e da região em que foi feita”, explicou o idealizador, que é fotógrafo e escritor.

As fotos inscritas não precisam representar diretamente a crise sanitária da Covid-19, focando nas especificidades do período e com uma visão pessoal da fotógrafa ou fotógrafo. Além das exigências técnicas, descritas no site www.pbmag.com.br/submissao, as imagens precisam ser em preto e branco. Interessados podem enviar de 6 a 12 imagens, no mínimo duas na vertical, até o dia 10 de setembro. A participação na PBMAG não tem remuneração, nem custo.

“Boas fotografias em preto e branco têm uma boa composição e iluminação. Também avaliamos a importância da fotografia enquanto registro. E tem o critério estético, pois o preto e branco permite imagens artísticas. Selecionamos as fotografias de acordo com a validade estética, cultural e visual que a imagem apresenta”, explicou o publisher.

A revista, que é vendida nos formatos impresso e digital, publicada a cada quatro meses, nasceu para dar continuidade ao projeto #euamopretoebranco, um concurso fotográfico realizado em 2015 por Tyto Neves. “Eu lancei a hashtag, o pessoal começou a usar, e assim eu acabei criando sozinho o primeiro concurso fotográfico. Tivemos inscritos de 12 países, com 3 mil inscrições. Depois desse resultado, comecei a publicação das revistas”, comentou ele. 

A publicação independente é a única revista brasileira 100% em preto e branco e sem publicidade, segundo seu idealizador. A cada edição, o conteúdo apresenta entre 8 e 12 portfólios de fotógrafos convidados, que possuem unidade em suas narrativas, o que torna cada edição única e colecionável. A edição número 9 da PBMAG teve como tema central o skate, através de fotógrafos amadores e profissionais que também praticam o esporte.

Mais informações sobre a revista PBMAG ou sobre a convocatória para a 10ª edição podem ser conferidas pelo site www.pbmag.com.br, ou Instagram @pbmag.

Publicidade