07 de julho de 2022 Atualizado 12:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Projeto ‘Ira! Folk’ tem show hoje em Piracicaba

Músicos Edgard Scandurra e Nasi sobem aos palcos do Sesc Piracicaba; guitarrista falou ao LIBERAL sobre os 40 anos da banda

Por Marina Zanaki

29 de janeiro de 2022, às 09h25

Edgard Scandurra e Nasi apresentarão um repertório cheio de hits que marcaram a história da banda - Foto: Ana Karina Zaratin - Divulgação.JPG

O Sesc (Serviço Social do Comércio) Piracicaba recebe neste sábado (29) o projeto Ira! Folk, com Nasi e Edgar Scandurra em um show intimista. A apresentação começa às 20h, com ingressos entre R$ 15 e R$ 30.

Guitarrista da banda, Scandurra disse em entrevista ao LIBERAL que o repertório será repleto de hits dos 40 anos de carreira, mas com uma roupagem acústica.

“O Ira! Folk é um projeto que deu muito certo, já tem uns seis anos. Foi a maneira que encontramos de tocar em teatros, espaços menores que não comportam bateria, baixo, guitarra e volume muito alto. De maneira intimista, apresentamos nossas músicas e convidamos o público a participar com a gente”, contou Scandurra.

Além de colecionar hits clássicos como “Flores em você”, “Envelheço na cidade” e “Tarde Vazia”, os músicos seguem com novas criações. Após 13 anos, a banda lançou um novo álbum de inéditas. “Ira” chegou ao mercado em 2020, mas sua divulgação foi prejudicada pela pandemia.

“A Covid atrapalhou muito os planos para esse trabalho, nos impediu de cair na estrada para fazer shows. Mas é um disco muito interessante, todas músicas inéditas, e tem uma presença feminina muito forte”, destacou Scandurra.

As canções “Efeito Dominó” e “Mulheres à frente da Tropa” contam com a parceria da renomada Virgine Boutaud, ex-integrante da banda Metrô. A música “Chuto Pedras e Assobio” tem a participação de Bárbara Eugênia. O disco tem ainda o cello de Ana Maria Chamorro e vocais da cantora Silvia Tape, piracicabana que é esposa de Scandurra.

TRAJETÓRIA. A banda comemorou quatro décadas do primeiro show no ano passado, trajetória interrompida nos sete anos em que esteve separada em função de uma briga entre os integrantes. Questionado sobre a história da banda, Scandurra não deixa de mencionar o período turbulento, mas faz um saldo positivo do Ira!.

“Tivemos uma briga muito feia em que acabou a banda e depois voltamos, mas temos uma história muito legal para contar. 40 anos de banda não é para qualquer um. Músicas que viraram clássicos, discos com vendagens expressivas, muitos shows pelo país, não teve uma capital que não tocamos mais de uma vez. Criamos nossa vida em torno desse trabalho que é o Ira!”, considera Scandurra.

A pandemia foi mais um capítulo difícil na história da banda. O músico contou que chegou a precisar vender instrumentos no período. “Muitos amigos artistas passaram por dificuldades grandes, falta de dinheiro, de trabalho. Eu mesmo passei por momentos difíceis, precisei vender guitarras, mas conseguimos nos reinventar”, avalia Scandurra.

Além das participações intensas em lives para manter o contato com o público, o músico também lançou um trabalho autoral na pandemia, o “Jogo das Semelhanças”.

O álbum conta com 11 canções inéditas gravadas em casa pelo celular. Nesse trabalho, Scandurra deixou a guitarra de lado e apostou na sonoridade do violão e do teclado.

SERVIÇO
O show Ira! Folk acontece neste sábado, às 20h, no ginásio do Sesc Piracicaba. Os ingressos podem ser adquiridos no site e na bilheteria física. É obrigatório o uso de máscara e a apresentação de comprovante de vacinação. O Sesc Piracicaba fica na Rua Ipiranga, 155, no Centro. Mais informações pelo (19) 3437-9292

Publicidade