13 de setembro de 2021 Atualizado 21:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Projeto ‘Geração Literária’ aproxima escritores e leitores

Encabeçado por ex-moradora de Americana, projeto que ajuda na divulgação de obras literárias reúne mais de 250 autores

Por Isabella Holouka

01 ago 2021 às 11:47

O projeto Geração Literária é um site, mas também está presente nas redes sociais, Facebook, Instagram e Youtube - Foto: Ernesto Rodrigues - O Liberal.JPG

Ter um livro publicado e saber que ele está, de fato, chegando aos leitores é o sonho de muitos jovens escritores em todo o Brasil. Para contribuir com este cenário, cinco amigos se reuniram em torno do projeto intitulado Geração Literária, que vem ganhando espaço e autoridade, através de uma comunidade com mais de 250 escritores de todo o país.

A idealizadora da Geração Literária é a paulistana Patrícia Guimarães, de 40 anos, autora do livro “Putz, sério que fiz isso?” (2020), que viveu em Americana por toda a vida, até se mudar para Charleston, Carolina do Sul, nos Estados Unidos, em abril desde ano.

Ela conta que o projeto multicanal começou em dezembro do ano passado no aplicativo de mensagens Telegram, com o objetivo de dar mais visibilidade aos autores nacionais, além de oferecer conteúdo de qualidade para os leitores. O projeto foi apresentado no início de julho no programa Altas Horas, da Rede Globo.

Geração Literária é um site (www.geracaoliteraria.com), e também está presente nas redes sociais, Facebook, Instagram e Youtube. Os canais reúnem sinopses, resenhas, entrevistas com os autores, trechos de livros e divulgação de lançamentos, além de livraria virtual.

“A ideia era ter dois grupos no Telegram, integrando autores e leitores. Mas com o tempo, percebendo a necessidade dos autores, e em prol de um propósito maior, que era levar a literatura nacional para outros lugares e pessoas, eu reuni quatro amigos e nos empenhamos em reestruturar o projeto”, afirma Patrícia, referindo-se a Eduardo Marques, de Ribeirão Preto (SP), Gabriele Hathaway, do Rio de Janeiro (RJ), Fabiana Francisco, de Suzano (SP), e Gabriela Rodrigues, de Campinas.

Dentre os mais de 250 autores que participam das ações da Geração Literária, há escritores de publicações independentes e de diversas editoras, com variados perfis e gêneros literários. Não há pré-requisito para participar, apenas realizar um cadastro e integrar o grupo no Telegram, onde os autores planejam ações de divulgação em conjunto. Os autores também se beneficiam do contato direto com os leitores, através de grupos específicos.

Para os leitores, além do conteúdo disponível gratuitamente pelos canais do projeto, a Geração Literária possibilita a participação nos grupos “Eu leio livro nacional”, no Telegram, e “Boteco literário”, no WhatsApp, onde podem interagir com os escritores e acessar conteúdos gratuitos.

A escritora Patrícia Guimarães é a idealizadora do projeto – Foto: Arquivo Pessoal

Autora de “Os Sete Segredos: Quando eu menos esperava, tudo aconteceu e transformou minha vida para sempre” (2020) e “Dois mundos” (2020), a escritora Lilian Stocco, de Santana de Parnaíba (SP), conta que a participação no Geração Literária ajuda muito na divulgação de livros já publicados e de novas publicações. Ela afirma que o contato direto e constante com os leitores “é uma chave de ouro para que o autor possa desenvolver cada vez mais o seu trabalho na escrita”. “Você tem um feedback sobre a escrita, a história, os personagens, o enredo. Poder falar diretamente com o leitor e descobrir o que ele está achando, quais características ele mais gosta, é muito importante para o autor que está formando o seu público de leitores. Além de ser uma escola maravilhosa para você engrandecer sua escrita, trazer personagens mais carismáticos, engraçados ou terríveis”, finaliza.

Publicidade