26 de junho de 2022 Atualizado 20:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Literatura

Livro ‘Os Populares’ eterniza memória de Limeira

Obra conta fatos através de figuras folclóricas; prefácio é assinado pelo escritor americanense Luiz Henrique Biajoni

Por Isabella Holouka

19 de julho de 2020, às 09h18 • Última atualização em 19 de julho de 2020, às 10h42

O novo livro do pesquisador José Eduardo Heflinger Júnior apresenta as mais distintas figuras limeirenses e convida o leitor a identificar e preservar a memória da população local através do tempo. Na obra, Toninho da Verônica, Zé Sessenta, Maria dos Cachorros, Irmãos Coca-Cola, Zé Paciência, Perigoso e muitas outras pessoas têm a história e a
figura registrada, com fotos, ou até desenhos.

Os empresários populares da cidade são representados, a exemplo do Dr. Trajano de Barros Camargo, descrito como a figura mais amada e popular de todos os tempos.

Os populares ‘Durval e sua mamãe’, que vendiam coxinhas pelas ruas, ilustram a capa – Foto: Divulgação

O livro também apresenta radialistas famosos na cidade, ícones esportivos e figuras carnavalescas do Bloco do Boi. Até o “inigualável” cuscuz da dona Zifa tem a receita revelada.

“São fatos interessantes, de pessoas extravagantes e folclóricas, que foram focados neste livro”, explica o pesquisador, que é autor de outras 27 obras que abordam a história de Limeira.

O prefácio do livro é assinado pelo escritor americanense Luiz Henrique Biajoni, que também está na obra, e é apontado como um popular da televisão e do rádio, devido aos trabalhos em Limeira desde 1993.

“Desde 1984 eu tenho publicado algumas matérias a respeito de tipos populares. Mas antes disso, na minha juventude, eu já me interessava por esses tipos”, comenta José Eduardo.

A revista O Povo, editada pelo pesquisador, sempre se dedicou ao mapeamento de lendas e personagens populares de Limeira, com um breve histórico e fotos, e resiste até a atualidade.

“Os tipos populares foram ocupando espaços nessa revista durante 36 anos. Depois eu juntei com os baús dos limeirenses, que também se interessaram em fotografar, ou tem alguma coisa para contar”, relata o pesquisador.

CARISMA
Ele defende que os tipos populares são figuras carismáticas, diferentes em suas atitudes e que deixaram uma marca inegável na história da cidade.

“Espero que o livro venha servir de modelo para que outros façam o mesmo. Procurem os tipos populares, porque são pessoas que tendem a deixar de existir na memória dos munícipes, de todas as cidades”, incentiva José Eduardo.

“Eu tenho certeza, se você conversar com os mais antigos, aqueles que frequentam praças, aqueles que vão para o cafezinho mais concorrido de Americana, os mais velhos vão contar a respeito dos seus tipos populares, que não existem mais. Eles são mencionados hoje nas conversas e tendem a desaparecer com o tempo, no cotidiano. Se houver um resgate, felizmente isso pode ser reconstituído”, completa.

APOIO
O livro ilustrado com mais de 200 fotos foi apoiado pela Lei Rouanet, administrada pela Secretaria Especial da Cultura, sob a direção do Ministério da Cidadania.

“Creio que o livro é muito bem trabalhado e editado, e sem a Lei Rouanet seria impossível ele custar o que custa, R$50”, ressalta o autor.

O livro “Os Populares” pode ser adquirido pelo Disk Livro, pelo telefone (19) 3444-8810 ou WhatsApp (19) 99643-2855, em horário comercial.

Publicidade