19 de abril de 2021 Atualizado 14:06

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Livro infantil retrata a importância da alimentação saudável

Do produtor cultural Ronaldo Britto, “A menina e o porco Chicó” traz informações sobre os alimentos e ressalta a importância de lavar as mãos

Por Isabella Holouka

03 mar 2021 às 08:57

Uma menina que não gosta de frutas e legumes encontra um porco que a ensina sobre a importância da alimentação saudável. Essa é a base da narrativa do novo livro infantil “A menina e o porco Chicó”, escrito pelo produtor cultural de Americana, Ronaldo Britto, de 44 anos, cujo lançamento será nesta quarta-feira (3).

Em live no Instagram da livraria Bonde da Leitura e com início às 20h, Ronaldo reúne o diretor municipal de Cultura de Americana, Valterci Hulkinho, a pedagoga Andréia Celegato e a nutricionista infantil Camila Silva. O livro estará à venda na livraria, que está localizada na Rua José Bonifácio, número 174, no bairro Chácara Machadinho I, em Americana.

Livro do Ronaldo Britto será lançado nesta quarta-feira (3) – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

A obra “A menina e o porco Chicó” nasceu de um espetáculo que Ronaldo preparava para estrear em 2020, em Americana, plano que precisou ser adiado devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O autor utilizou este período para adaptar o texto, embora não descarte a apresentação do espetáculo infantil em português e inglês, assim que ela for permitida pelas medidas sanitárias de contenção do vírus.

“A menina é convidada a jantar na casa da vovó, que só come legumes, verduras e frutas, mas ela detesta. Então ela leva junto com ela uma bolsa com guloseimas, para poder saborear depois. É uma criança acostumada aos fast foods, batata frita e lanche”, introduz Ronaldo, que conta ter consultado professores para nortear a produção do espetáculo e do livro.

No livro, é o porco quem conscientiza a menina sobre cada um dos alimentos naturais, suas propriedades e vantagens para a saúde. “Ela começa a entrar nesse jogo, a gostar do conhecimento e chega um momento em que ela quer incentivar a montagem de uma horta na escola, para as crianças terem frutas e legumes fresquinhos, sem agrotóxicos”, conta ainda o autor.

A narrativa é completa com explicação e música sobre a importância de, além de higienizar os alimentos, lavar bem as mãos. “Todo dia, toda hora, se puder de hora em hora, é hora de lavar as mãos”, diz o refrão, que também enfatiza o uso de água e sabão. E para auxiliar na divulgação do projeto, Ronaldo preparou um videoclipe com a participação de 12 crianças, cada uma em sua casa, higienizando as mãos.

“Tudo isso me inspira a lançar mais um livro no próximo ano. E para o espetáculo, não vejo a hora de acabar a pandemia, para a gente poder levar para o teatro e para as escolas. Acredito que as crianças estão com sede de cultura. E que o projeto sirva de inspiração para outros produtores culturais”, finaliza.

Publicidade