13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Grupo Macamã prepara espetáculo sobre dualidade do ser humano

Expectativa do grupo é de poder estrear a sua nova produção já a partir do próximo ano

Por Marina Zanaki

31 de julho de 2022, às 08h38

O Macamã prepara um novo espetáculo sobre a dualidade do ser humano. O texto está em processo de preparação, mas a expectativa é conseguir estreá-lo a partir do ano que vem.

Contudo, os desafios que a arte no Brasil enfrenta, um esvaziamento do grupo nos últimos anos, a pandemia e dificuldades com os aspectos técnicos colocam em dúvida a continuidade do Macamã. Não à toa, a retrospectiva dos 40 anos do grupo tem como mote “O último ato”. Atualmente, o grupo é formado pelo casal Glaucia Costa Neves e Antonio da Silva, o Beto.

Reprodução de imagem com cena de espetáculo do Macamã; 40 anos de história – Foto: Junior Guarnieri / Liberal

Inspirado na dualidade presente em “O Médico e o Monstro”, de Robert Louis Stevenson, Beto fez uma ampla pesquisa sobre o assunto. Ele reuniu referências na Grécia Antiga, de tribos indígenas e da psicologia sobre o dual. Esse material foi passado ao dramaturgo Erico Gomes. Segundo Beto, o projeto será decisivo para o futuro do grupo.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Essa montagem pode ser ou não o último ato. Ainda temos muitas coisas para serem ditas, mas as perspectivas para o futuro vão depender desse último trabalho”, disse Beto mencionando o mote dos 40 anos do Macamã.

Fãs de literatura têm espaço reservado no LIBERAL

O grupo abriu mão de manter uma sede própria por entender que era um custo alto e que dificultava sua sobrevivência. Nos últimos 10 anos, por vários motivos viu membros se desligarem. Com isso, Beto e Glaucia optaram por trabalhar apenas através convites para participações. O novo projeto, por exemplo, deve incluir no elenco os atores João Nalão e Cleber Ribeiro.

A ideia é que o novo espetáculo não tenha cenografia e possa se apresentar em qualquer palco. “Independente se vamos continuar ou como vamos continuar, o teatro sempre vai continuar com a gente”, declarou Glaucia.

Publicidade