03 de dezembro de 2021 Atualizado 22:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Espetáculo sobre Portinari tem última apresentação do ano

“Por ti, por tão, coração” celebra a história de Portinari e lança um olhar para a vida no interior e para as coisas simples

Por Marina Zanaki

25 nov 2021 às 15:37 • Última atualização 25 nov 2021 às 15:40

Espetáculo será apresentado às 19h30 no CEU das Artes, com entrada gratuita - Foto: Samuel Oliveira/Divulgação

A Cia Arte-Móvel de Santa Bárbara d’Oeste realiza nesta sexta-feira (26) sua última apresentação presencial do ano. A peça escolhida para encerrar as atividades foi “Por ti, por tão, coração”, que homenageia o pintor Cândido Portinari.

O espetáculo será apresentado às 19h30 no CEU das Artes, com entrada gratuita. Como as vagas são limitadas, é necessário reservar ingressos pelo instagram @ciaartemovel.

“Por ti, por tão, coração” celebra a história de Portinari e lança um olhar para a vida no interior e para as coisas simples. Com uma hora de duração, a classificação é livre, e o espetáculo foi concebido para públicos de todas as idades.

“Portinari não aborda somente as misérias, mas também as alegrias e embates cotidianos da população. Conhecido como ‘pintor do novo mundo’, um mundo de paz, de trabalho produtivo, e alegria, felicidade e amor entre os seres humanos e de fraterna confiança entre os povos. Em ‘Por ti, por tão, coração’, através das obras de Portinari, reencontramos a nós mesmos, e saudamos à todos os corajosos artistas que traduzem em arte toda a história da nossa gente”, traz a sinopse do espetáculo.

A peça tem dramaturgia e direção de Otávio Delaneza e trilha sonora original de Giovanni Bonfim. O elenco é composto por Brunna Oliveira, Gabriel Mazon, Lays Ramires e Vinícius Pestana. A cenografia assinada pelo diretor foi em sua maioria confeccionada pelo próprio artista com a colaboração de Vinícius Pestana, Lays Ramires, Gabriel Mazon e Edson Nepomuceno.

Itens exclusivos foram confeccionados pela profissional de cenografia Juliana Fernandes. A costura dos figurinos ficou por conta de Catarina Pizol e Marlon Pizol. Já as peças gráficas foram produzidas pelo designer Bruno Cardoso.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O espetáculo faz parte do projeto Candinho, da Cia Arte-Móvel, que foi contemplado pela Lei Aldir Blanc. O CEU das Artes fica na Rua Argeu Egídio dos Santos, 100, no Planalto do Sol II.

Publicidade