07 de agosto de 2022 Atualizado 18:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Espetáculo ‘Gestus’ tem apresentações presenciais em Hortolândia neste final de semana

Espetáculo é formado por três quadros cômicos e um dramático; serão cinco apresentações nesta sexta-feira e sábado

Por Isabella Holouka

20 de maio de 2021, às 18h05 • Última atualização em 20 de maio de 2021, às 18h06

Nesta sexta-feira (21) e sábado (22), Hortolândia recebe o espetáculo “Gestus” com sessões gratuitas presenciais. No total, serão cinco apresentações, em diferentes horários.

Na sexta-feira, no CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) do Jardim Amanda, localizado na avenida Princesa Isabel, número 1280, serão três sessões: às 10h, 15h e 17h.

Já no sábado, o espetáculo terá sessões às 15h e 17h, na Escola de Artes “Augusto Boal”, que fica na rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda.

Espetáculo do ator Silvio Leme é formado por três quadros cômicos e um dramático – Foto:

“Gestus” é uma pantomima, um tipo de apresentação cênica surgida na antiguidade que utiliza somente os gestos. Encenado pelo ator Silvio Leme, da Cia Teatral Fábulas, é formado por três quadros cômicos, intitulados “O Pescador”, “O Mágico” e “O Encontro”, e um de drama, “A Borboleta”.

Os quadros são apresentados por personagens que fazem referência ao cinema mudo e ao comediante britânico Charles Chaplin (1889-1977).

A vinda do espetáculo é uma parceria da Prefeitura com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do governo estadual, por meio do ProAC (Programa de Ação Cultural). As mesmas apresentações estão previstas em Santa Bárbara d’Oeste nos dias 5 e 6 de junho.

Quem quiser assistir ao espetáculo em Hortolândia, deverá preencher o formulário online disponível pelo link. A Secretaria de Cultura entrará em contato por telefone com os interessados para confirmar a presença.

Devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as sessões acontecerão com capacidade de público limitada a 30%, conforme as restrições determinadas pela Fase de Transição do governo estadual, que incluem ainda uso obrigatório de máscara, medição de temperatura e totem de álcool em gel para higienização das mãos.

Publicidade