29 de junho de 2022 Atualizado 18:57

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Desafio de alfabetizar filho na pandemia vira livro infantil

“Aprendendo a ler com os animais” tem lançamento pelo Youtube da Editora Adonis nesta quinta-feira (15), às 19 horas

Por Isabella Holouka

15 de julho de 2021, às 07h41 • Última atualização em 15 de julho de 2021, às 11h45

Mãe e professora, Carolina Felicori transformou o desafio de alfabetizar o filho durante a pandemia em uma obra literária que propõe ajuda a outros pais e professores. O livro “Aprendendo a Ler com os Animais” marca sua estreia na literatura infantil e será lançado pela Editora Adonis nesta quinta-feira (15), às 19h, em uma live no YouTube. O trabalho conta com ilustrações de Bruna Pellegrina.

A publicação é uma coletânea que reúne 30 histórias, cujos personagens são predominantemente animais, criadas para o desenvolvimento de valores de vida, como empatia, responsabilidade e cooperação, em crianças em fase de alfabetização.

Lançamento será nesta quinta-feira (15), às 19 horas, pelo Youtube da Editora Adonis – Foto: Editora Adonis – Divulgação

Com 10 histórias cada, as três fases do livro (“Estou começando a ler”, “Estou aprendendo a ler mais e melhor” e “Agora eu já sei ler”) apresentam níveis de complexidade diferentes, seja pelo conteúdo ou pela estrutura. O trabalho conta com um suplemento de leitura digital, com orientações para pais e professores, e propõe atividades.

Em 2020, durante a pandemia que instituiu o ensino remoto também às crianças, a escritora alfabetizou o filho Bento em casa. Por encontrar poucas histórias que atendessem a esse processo, foi motivada a escrever seu primeiro livro.

Autora é especialista em psicopedagogia e mestre em educação, além de mãe de um menino em fase de alfabetização – Foto:

A fase 1 da coletânea contém textos com prevalência de sílabas simples. Na fase 2, os textos possuem palavras com sílabas simples e complexas, e temáticas mais complexas que as da fase anterior. E a fase 3 evolui para temáticas ainda mais complexas que as da fase 2 e maior presença de elementos descritivos.

Formada em Letras pela PUC-Campinas, Carolina Felicori é especialista em psicopedagogia e mestre em educação, ambos pela Unicamp, e possui Aprimoramento em Alfabetização pelo Instituto Cefac. Em uma clínica multidisciplinar em Campinas, ela atende crianças, adolescentes e adultos, com o objetivo de ajudá-los a ler, escrever e estudar melhor.

Publicidade