23 de maio de 2022 Atualizado 12:31

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura na região

Dead Fish se apresenta neste domingo no Multi Festival de Artes

Entrada é gratuita, mas ingressos devem ser trocados por alimento ou brinquedo; leia entrevista com vocalista do Dead Fish

Por Marina Zanaki

03 Dezembro 2021, às 18h03 • Última atualização 03 Dezembro 2021, às 18h57

Dead Fish encerra a programação do primeiro dia do festival - Foto: Divulgação

O Multi Festival de Artes – 3 começa neste domingo no Bosque das Nascentes, no bairro Antônio Zanaga, em Americana. O evento prossegue nos dias 12 e 19 de dezembro, sempre das 14h às 22h.

O Multi Festival de Artes – 3 leva aos palcos nomes de peso do rock nacional e bandas autorais (veja ao final da reportagem a programação completa).

Os ingressos são gratuitos, mas precisam ser trocados por um quilo de alimento não perecível, um litro de leite ou um brinquedo no Fundo Social de Solidariedade de Americana. Para cada dia de festival, foram disponibilizados mil ingressos.

O evento vai exigir a apresentação de carteira de vacinação completa contra o novo coronavírus (Covid-19). O exame PCR negativo será aceito somente com exame médico comprovando que a pessoa não pode tomar a vacina. Além disso, o uso de máscara será obrigatório dentro do ambiente do Bosque.

Neste primeiro dia, os destaques são a banda Magüerbes, de Americana, consagrada no rock alternativo nacional, e Dead Fish, banda de hardcore que tem uma legião de fãs pelo país. Leia entrevista concedida pelo vocalista Rodrigo Lima, do Dead Fish, ao LIBERAL.

Quando o “Ponto Cego” saiu, em 2019, o Rodrigo Lima disse que não tinha certeza se o Dead Fish faria outro álbum nesse formato clássico, que pensava em seguir mais com singles. A avaliação hoje ainda é essa ou pensam em um novo álbum de inéditas?
Penso que podemos lançar músicas mais soltas, mas a essa altura, numa pandemia longa, temos muito material pra um álbum cheio. Será uma decisão da banda de hoje até o ano que vem.

“Ponto Cego” tem críticas bem diretas ao presidente Jair Bolsonaro. A postura do governo federal diante da pandemia, a falta de enfrentamento diante da grave crise sanitária, surpreendeu?
Não a mim, é um governo de militar/ultraliberal ou seja, assassinos em seus procedimentos mais simples. Mesmo sabendo de tudo isso, é muito triste perder amigos, parentes e ver esse massacre genocida em prática desde o dia um da pandemia. Prever é uma coisa, viver é outra coisa.

Como é para a banda tocar novamente em Americana?
Americana e região é parte de uma linda história da banda. Temos amigos de longa data e nos sentimos muito bem recebidos todo tempo.

Como será o show no Multi Festival de Artes? Qual repertório o público pode esperar?
Faremos um show de fechamento da tour que não rolou do “Ponto Cego”, estamos ensaiando a 30+1 tour (em comemoração aos 31 anos de estrada), então devem rolar umas antigas também.

Programação completa do Multi Festival de Artes – 3

5 de dezembro

  • Fuga Esquiva – Americana
  • Organa – Americana
  • Cidadão José – Campinas
  • Uganga – Araguari MG
  • Maguërbes
  • Dead Fish

12 de Dezembro

  • Can’t Stand it – Americana
  • Alpacas – Americana
  • Esfolados – Piracicaba
  • Drkula – Campinas
  • Rusty Machine
  • Garotos Podres

19 de Dezembro

  • Alter Ego – Limeira
  • About a Soul – Americana
  • Black Voodoo – Mariana MG
  • Batucada – Americana
  • Digito Bufo – Barueri
  • Autoramas

Publicidade