21 de maio de 2022 Atualizado 21:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Literatura

Com lançamento nesta quinta, livro infantojuvenil aborda memórias familiares

Obra da musicista e escritora Waldineia Baseio, de Santa Bárbara, mostra a importância dos contextos familiar e social como referências na infância

Por Isabella Holouka

20 Maio 2021, às 06h59 • Última atualização 20 Maio 2021, às 10h36

Homenageando antepassados com contos e causos da infância, a musicista e escritora de Santa Bárbara d’Oeste Waldineia Baseio lança nesta quinta-feira (20) seu segundo livro infantojuvenil, intitulado “Como nasce uma história”.

O público pode conferir às 19 horas, pelo canal da Editora Adonis no Youtube, uma live em que o livro será apresentado com tradução simultânea em libras.

“Como nasce uma história” entrelaça três gerações e mostra a importância dos contextos familiar e social como referências para a personagem Paulinha, para a qual a autora se inspirou na própria história e família.

Livro de Wal Baseio tem ilustrações de Gabrielle Maria; projeto inclui suplemento com trilha sonora de Giovanni Bonfim – Foto: Giovanna Angelo/Divulgação

Ao LIBERAL, Waldineia contou que os sentimentos trazidos pela pandemia foram um pontapé para a história, cuja publicação é possível através da Lei Aldir Blanc em Santa Bárbara.

“Eu começo com um álbum de fotos. Na minha infância, quando nós estávamos com muita saudade de alguém, pegávamos o retrato e dizíamos o que a pessoa nos lembrava. Eu fui nessa linha, descrevendo a trajetória dessa criança chamada Paulinha”, disse.

“Eu conto que uma história está ligada a outra, que está ligada a outra, que está ligada a outra, e assim sucessivamente, passando de geração em geração, de memória em memória, de laço afetivo em laço afetivo. Vamos construindo e compartilhando”, complementou.

Com ilustrações de Gabrielle Maria, o trabalho é publicado Editora Adonis e acompanha como suplemento a trilha sonora composta por Giovanni Bonfim, que segue as fases da personagem principal, e que poderá ser baixada e usada como um recurso adicional pelas famílias ou professores em sala de aula. A publicação tem distribuição e download gratuitos pelo site da editora.

Segundo a autora, o livro possibilita às famílias e comunidades escolares a abordagem de temas como a memória coletiva, a memória afetiva e a memória familiar, com a oportunidade de extravasar inclusive questões doloridas, como a falta de um ente querido.

“Vivemos a necessidade de falar um pouquinho sobre a dor que está lá dentro. Acredito que a vida tem momentos difíceis, encruzilhadas de dor, perdas e saudade, e paramos de falar disso há algum tempo. Nas histórias, temos sempre uma reflexão, que está no texto para o leitor encontrar”, finaliza a autora, experiente no desenvolvimento de oficinas, projetos educacionais e capacitação de educadores.

O livro foi realizado com recursos da Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste.

Publicidade