Concurso vai eleger as 7 maravilhas de Americana

Projeto online visa eleger junto a população pontos de destaque na cidade, visando aumentar a visibilidade para obtenção de recursos


As primeiras sete maravilhas do mundo foram listadas pelos gregos, e registradas em poemas de Antípatro de Sídon, cerca de 120 a.C. Em 2007, a instituição suíça New Open World Corporation promoveu uma votação mundial para eleição das sete maravilhas do mundo moderno. Desde então, diversos outros grupos têm eleitos suas maravilhas, sejam em âmbito continental, nacional ou até mesmo municipal. A professora, ativista cultural e ex-vereadora Divina Bertália, de Americana, decidiu a partir disso organizar um projeto para eleger junto a população as sete maravilhas da cidade, sem vínculos com o poder público. A votação será realizada pela internet, de forma gratuita, a partir de novembro.

Divina afirma que a campanha visa atrair a atenção para certos locais, e facilitar a obtenção de recursos para suas manutenções. Também foram listados bens imateriais, como a Orquestra e a Banda Municipal. “Tenho visto em outras cidades que esta iniciativa de votação das maravilhas pode abrir portas. Em Piracicaba, por exemplo, tem algumas organizações que assumiram a manutenção de alguns espaços eleitos maravilhas da cidade. Com este projeto, poderíamos ter mais facilidade para obter investimentos da iniciativa privada”, justifica.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
O site do projeto de votação das sete maravilhas de Americana deve ser ativado a partir do dia 1º de novembro

Ela ressalta que no País a cultura é sempre a última beneficiada por recursos do poder público. “Por mais que o poder público se esforce, nunca haverá dinheiro suficiente para realizar esta preservação de bens culturais”, completa a idealizadora do projeto.

Votação. O site do projeto de votação das sete maravilhas de Americana deve ser ativado a partir do dia 1º de novembro, mas seu endereço na web ainda não foi definido. Nos primeiros dias de votação, o público pode ainda enviar sugestões de outras maravilhas que podem ser adicionadas para a lista de indicados. Esta sugestão será avaliada por pessoas envolvidas na cultura da cidade, para que o projeto não perca a credibilidade. Cada pessoa poderá votar em até sete opções.

“A gente sabe ‘de cor’ alguns lugares importantes para a identidade da cidade. No início, achei que listaria umas 20 maravilhas. Fiquei surpresa com a quantidade de coisas que lembrei, cheguei a 30 maravilhas, e uns amigos sugeriram mais alguns, chegando aos 37. Existem muitos lugares que os americanenses nem conhecem sobre sua importância”, pondera a educadora.

Para minimizar os custos, será realizado um concurso com alunos de Informática da Etec Polivalente, onde Divina leciona, que viabilizarão a construção do site. Posteriormente, será realizada uma ação junto aos estudantes de Comunicação Visual, para criação do logo da iniciativa. Outros possíveis gastos serão viabilizados pela própria criadora do projeto.

Conheça os locais selecionados até o momento pela organização do concurso, que começa oficialmente a partir do próximo mês de novembro pela internet:

• Avenida Brasil
• Banda Municipal
• Basílica de Santo Antonio
• Biblioteca Municipal
• Capela Nossa Senhora Aparecida
• Casa Herman Müller
• Centro Cívico
• Velódromo
• Corda Coral
• Escola de Música Heitor Villa-Lobos
• Estação Cultura
• Estação Rodoviária
• Estádio Décio Vitta
• Fábrica das Artes
• Festa do Peão
• Gama
• Gruta Dainese
• Ipê roxo da Avenida Cillos
• Igreja Presbiteriana Central
• Matriz de Santo Antonio
• Igreja de Carioba
• Praça da Luz
• MAC
• Museu do Casarão
• OMA
• Orquestra Sinfônica
• Parque Aimaratá
• Parque Ecológico
• Portal
• Praça Comendador Müller
• Praça Divino Salvador
• Praça Rotary
• Praia Azul e dos Namorados
• Sede Náutica do Rio Branco
• Sobrado Velho
• Teatro Elis Regina
• Teatro Municipal Lulu Benencase

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora