‘Exterminador: Destino Sombrio’ arrecada menos que o esperado


O filme Exterminador: Destino Sombrio superou a concorrência nas bilheterias, mas ainda ficou aquém das expectativas, pois a sequência de ficção científica da Paramount e da Skydance Media arrecadou US$ 29 milhões na América do Norte.

Embora o sexto filme da franquia Exterminador tenha chegado em primeiro lugar nas paradas domésticas, os resultados não são promissores, dado o orçamento de US$ 185 milhões do filme. No fim de semana, o filme arrecadou mais de US$ 40 milhões nos primeiros três dias nos cinemas. Esses números pareciam atingíveis, uma vez que as críticas eram fortes e o sentimento do público foi esmagadoramente positivo.

O público internacional poderia dar um impulso ao filme. No exterior, o filme faturou outros US$ 72,9 milhões. A Disney está lançando o filme em todos os territórios estrangeiros além da China, onde a Tencent Pictures está lidando com a distribuição.

Destino Sombrio reúne o criador da série, James Cameron, com as estrelas Linda Hamilton e Arnold Schwarzenegger para o primeiro filme desde 1991, Exterminador 2: O Dia do Julgamento Final. A eles se juntaram os novos membros do elenco: Mackenzie Davis, Natalia Reyes e Gabriel Luna. Nesta parte, Sarah Connor (Hamilton) deve proteger uma jovem de um novo exterminador do futuro.

Exterminador pode não ser o único filme com um destino sombrio nas salas. Brooklyn – Sem Pai Nem Mãe, de Edward Norton, mal alcançou o top 10, gerando insignificantes US$ 3,6 milhões quando estreou em 2.720 cinemas norte-americanos. O drama criminal neo-noir, baseado no romance de Jonathan Lethem, custou US$ 26 milhões. Além de escrever e dirigir o filme de longa gestação, Norton atua como investigador particular com síndrome de Tourette, que trabalha para resolver o assassinato de seu mentor. O elenco também inclui Bruce Willis, Gugu Mbatha-Raw, Bobby Cannavale e Alec Baldwin.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora