Baseado em relatos reais, filme de terror estreia

A mansão Winchester, tema do filme, é considerada uma das casas 'assombradas' mais famosas do mundo


As peculiaridades da viúva Sarah Winchester, herdeira da fortuna gerada pelos rifles Winchester, provocam curiosidade em pessoas do mundo inteiro. É tanto mistério que sua mansão é tema do filme de terror “A Maldição da Casa Winchester”, que estreia nesta quinta-feira nos cinemas do Brasil. O longa-metragem é inspirado em relatos reais, conduzidos sob direção de Michael e Peter Spierig, os irmãos Spierigs, que assinaram recentemente o último filme da franquia “Jogos Mortais”.

A mansão Winchester está localizada a 80 quilômetros de distância de São Francisco, no estado da Califórnia (EUA). Ela é considerada uma das casas “assombradas” mais famosas do mundo. A residência foi construída por Sarah Winchester, que no filme é interpretada pela vencedora do Oscar, Helen Mirren, e foi terminada somente após a morte da sua proprietária.

Foram diversas décadas de trabalhos incessantes para que a misteriosa mansão ficasse pronta. Ela tem sete andares de altura e abriga centenas de quartos. Para qualquer estranho, a casa parece um monumento monstruoso, que reflete a loucura de uma mulher perturbada.

Foto: Ben King - Paris Filmes
Pelas suas pesquisas, a atriz Hellen Mirren reflete que Sarah Winchester era uma pessoa com bastante empatia e sentimentos profundos

Por trás da construção, havia a ideia da milionária em erguer uma prisão, um asilo para centenas de fantasmas vingativos, e os mais aterrorizantes deles tinha o intuito de se estabelecer com os Winchesters. A casa apresenta algumas peculiaridades, como escadas que não chegam a nenhum lugar, duas mil portas, sendo que algumas se abrem para paredes e 10 mil janelas – algumas colocadas no chão.

Pelas suas pesquisas, a atriz Hellen Mirren reflete que Sarah Winchester era uma pessoa com bastante empatia e sentimentos profundos. “Esta casa foi construída em um tempo onde não havia nada ao seu redor. Agora ela está no meio de uma área comercial. Foi construída pouco a pouco, por uma viúva que só usava preto e que ninguém costumava encontrar. Ela era muito reservada, sempre ficava em sua casa. Você pode entender um pouco sobre ela a medida que esta casa vinha sendo construída”, completa.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!