Thiago Fragoso comemora primeira novela das sete na Globo

Depois de mais de 20 anos de tevê, o ator experimenta fazer algo pela primeira vez em novelas


Aos 38 anos, mais de 20 deles dedicados à televisão, Thiago Fragoso experimenta fazer algo pela primeira vez em novelas. O sofrido Alan de “Salve-se Quem Puder” marca sua primeira investida no horário de folhetins cômicos da Globo, das 19h. Está certo que seu personagem não chega a ter um tom de humor tão acentuado.

Porém, tudo indica que o envolvimento dele com Kyra/Cleyde, papel de Vitória Strada, tende a mudar isso. “O Daniel (Ortiz, autor) já disse que vai ter um triângulo amoroso ali e que vai dar muito trabalho pra ele. Vamos ver para onde o público vai levar isso”, adianta.

Foto: Divulgação / TV Globo
A estreia de Thiago na televisão aconteceu na série “Confissões de Adolescente”, em 1994, na TV Cultura

Na história, Kyra está em um programa de proteção a testemunhas junto com Alexia, interpretada por Deborah Secco, prima de Alan. Dada como morta, Kyra sente falta do noivo Rafael, vivido por Bruno Ferrari. Porém, ficará cada vez mais envolvida pelo lado protetor de Alan. Para ajudar a amiga a proteger o avô doente, ela trabalha como babá dos filhos de Alan.

“Nessa experiência, acho que a Kyra pode refletir se o sonho do casamento perfeito que tinha ainda é a coisa mais importante da vida dela. Ou mesmo se é com aquele noivo que ela pretende ficar quando o programa de proteção acabar”, deduz Thiago.

O Alan de “Salve-se Quem Puder” é um advogado, profissão que você já representou diversas vezes na tevê. O que achou disso quando soube?

Thiago Fragoso

Olha, oficialmente, eu vou fazer a prova da OAB e tenho certeza de que vou passar (risos). Estou tranquilo com isso, fiz advogado do século passado, desse século, fiz de vários jeitos e isso serviu como estágio. Mas cada personagem tem um jeito. Não só de levar a vida, mas de encarar o trabalho. Isso não é nenhum problema.

Um ponto muito forte na trama do Alan é a relação dele com os filhos. Isso empolga você?

Thiago

Sim, muito! E uma coisa que eu acho legal nessa novela é que nunca fui pai de filhos tão crescidos. O mais velho ali tem 18 anos. Para mim, isso é um barato porque posso trazer um pouco da experiência que eu tenho também e ainda experimentar outras. Além disso, vou ser pai de novo em breve também, de mais um menino.

Seu personagem retrata um pai viúvo que cria os filhos e cuida do avô. Isso muda essa experiência para você?

Thiago

É uma situação bem complicada ali. Mas o Alan tem muito amor pela família e nunca fica em dúvida em relação a isso. Então, procuro colocar esse sentimento sempre de uma maneira muito especial nas cenas. É um homem que enfrenta uma situação que é realidade para muita gente. Ele ainda não sabe lidar, sozinho, com isso. A Kyra chega para mudar um pouco essa realidade. Alan precisa trabalhar muito, tem de correr atrás e essa questão das crianças e da família é séria para ele.

“Salve-se Quem Puder” é sua primeira novela das 19 horas na Globo. Está sentindo diferença?

Thiago

É verdade, são umas 16 ou 17 novelas no currículo, mas nunca tinha feito no horário das 19h na emissora. Então, é uma estreia para mim. Estou gostando muito disso, é um outro clima. Acho um barato essa troca de gêneros. Até porque, como ator, não faço esse tipo de escolha. Me amarro em todos.

Mas as cenas do Alan não chegam a ter tanto humor…

Thiago

É uma comédia mais do dia a dia, da loucura que é a vida quando algo dá errado. O Alan não é um personagem cômico, mas passa por isso. Ele é um pouco o herói meio romântico, típico dos filmes de comédia romântica a que a gente assiste na televisão. A Kyra traz um pouco de leveza para a vida desse cara. Mas ainda não sei como isso vai se desenrolar daqui pra frente.

“Salve-se Quem Puder” – Globo – Segunda a sábado, às 19h25.

Outras paradas

Há três anos, Thiago Fragoso assumiu um compromisso na televisão que fez o público enxergá-lo de uma nova forma. Ele foi um dos integrantes da primeira temporada do “Popstar”, na própria Globo. Na época, foi o sétimo eliminado no “talent show” musical da emissora, entre 14 concorrentes na disputa vencida por André Frateschi.

Antes, já tinha sido vocalista, por cinco anos, da banda Poesia de Gaia. E fez sua estreia como cantor solo no ano passado, durante o Rock in Rio. “É um novo momento, estou bem empolgado com essa porta que se abriu na minha vida”, comemora.

Thiago aproveitou o tempo afastado das novelas para investir nessa área. E apostou alto: tem dez músicas que devem ser lançadas enquanto “Salve-se Quem Puder” estiver no ar. “Eu estou com um disco todo pronto. Focamos no lançamento da novela, mas, agora, vou também soltar as músicas e clipes”, avisa.

Se tem algo que Thiago faz questão de mencionar quando analisa sua própria trajetória de trabalho é a sorte que teve. O carioca passou poucos períodos fora do ar, marcou presença em diversos folhetins das 21h e das 23h e já tem uma boa lista de papéis principais ou coadjuvantes de destaque nas tramas. Hoje, entrega: pode ser um pouco mais seletivo.

O ator está longe de qualquer postura esnobe ou arrogante. Porém, assume: sente-se à vontade para recusar um trabalho que não acredite ser interessante. “Tenho falado ‘não’ para algumas coisas”, entrega.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora