Advogados de Weinstein buscam pena de 5 anos


Os advogados de defesa de Harvey Weinstein deram uma última cartada em busca de uma pena para seu cliente. Na segunda-feira, 9, eles argumentaram que Weinstein merece misericórdia por sua “queda histórica” e por sofrer graves problemas de saúde. Em uma carta apresentada antes da proclamação da sentença (prevista para ser divulgada nesta quarta-feira, 11), os defensores pediram ao juiz James Burke que lhe desse apenas cinco anos atrás das grades – por lei, a pena máxima é de 29 anos.

“Ele perdeu os meios para ganhar a vida. Em outras palavras, sua queda tem sido histórica, talvez incomparável na era das mídias sociais”, diz um trecho da carta. E, mesmo que o réu de 67 anos de idade receba uma pena menor, “o grave momento vivido hoje pelo senhor Weinstein pode permitir que ele não sobreviva à essa pena”, tornando a sentença em “uma sentença de prisão perpétua”, continua a carta dos advogados.

A rede CNN informou que Weinstein sofreu uma queda na manhã de domingo, 8, e bateu a cabeça na cela da prisão de Rikers Island, onde aguarda a divulgação da sentença – o ex-produtor de cinema foi condenado por crimes sexuais. Segundo a rede de TV, a informação foi divulgada por sua assessora Judá Englemayer, que completou dizendo que Weinstein teria sentido tonturas antes da queda. “Harvey afirmou que sua cabeça lateja o tempo todo e acreditava ter sofrido uma concussão. Ele não foi diagnosticado oficialmente”, completou Englemayer.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora