Sociedade inaugura mostra competitiva de filatelia em Americana

Grupo de colecionadores promove evento neste sábado, com 50 coleções e raridades expostas ao público


No passado, só havia uma forma de receber uma carta ou outro tipo de remessa postal: assim como uma ligação a cobrar, o destinatário precisava desembolsar um valor em dinheiro para receber aquela mensagem ou conteúdo. Por rejeição ao método e até atos que o burlavam, o governo decidiu criar uma taxa, que foi representada pelo selo postal. Uma peça que ganhou adoradores ao redor do mundo e serviu como mote para este e outros tipos de paixões colecionáveis.

E neste sábado, Americana ganha o mais importante capítulo de sua história nesse segmento: comemorando 20 anos, a Sofia (Sociedade Filatélica de Americana) inaugura a primeira mostra competitiva nacional de filatelia da cidade.

A mostra ficará no Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) até 22 de setembro. Neste sábado, a abertura ocorre a partir das 10h, com apresentação da Orquestra Filarmônica do Senai e presença de representantes da Federação Nacional de Filatelia, que apoia o evento.

Foto: Rodrigo Pereira / O Liberal
Exposição que começou a ser montada na última quarta-feira é aberta neste sábado ao público no Senai de Americana

Serão expostas 50 coleções de várias partes do país, entre elas as tradicionais (por países ou por datas), temáticas (peças de diversos países e datas), de maximafilia (união de um cartão-postal, um carimbo e um selo), e as juvenis, para a participação de jovens de até 21 anos.

Haverá cinco premiações, sendo o prêmio máximo para a que for julgada a melhor coleção. Entre as raridades, estará na mostra o selo inglês “Penny Black”, o primeiro do mundo, de 1841, e o brasileiro Olho de Boi, segundo do mundo, de 1843. “O que valoriza a peça é a tiragem. Em 2015, foi feito um leilão, em São Paulo, e teve uma peça, um selo da Guiana, que só existem seis no mundo, e ele foi arrematado por R$ 21 milhões”, conta Gerson Francisco Quinhone, presidente da Sofia. A raridade também pode vir de erros de fabricação, que tornam o item mais valioso.

A paixão se alia a outras: cédulas, moedas, cartões-postais, cartões telefônicos ou mesmo cartas. E tem para todos os gostos e bolsos, explica Gerson, citando que podem ser gastos R$ 0,10 ou R$ 18 mil. Este último valor foi o que um colecionador de São Paulo, que vai expor em Americana, pagou por uma carta escrita por Alberto Santos Dumont, o brasileiro considerado “pai da aviação”.

“Os selos, eles trazem uma carga cultural e de informação muito grande. Estampam informações de todos os tipos e áreas de uma sociedade, de um país: esportes, fauna, flora, personalidades, eventos que acontecem no País”, ressalta José Ricardo Barretto, membro da diretoria da Sofia. A Sofia soma 104 eventos, incluindo participações em internacionais, como Portugal, Uruguai e Argentina.

ACONTECE: A mostra competitiva nacional de filatelia ocorre no Senai, localizado na Avenida Brasil, 2.801, Residencial Nardini, entre este sábado e 22 de setembro, com entrada gratuita.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!