Sarau recebe mãe do rapper Emicida

Dona Jacira lança seu primeiro livro, Café”, no evento literário de Nova Odessa, que completa neste mês seis anos de existência


Para Dona Jacira, o bordado pode ser só uma desculpa para conversar sobre a vida, que as ervas podem nos curar, que uma doença pode te despertar outras visões. Mãe dos rappers Emicida e Fióti, enfermeira, bordadeira e agora escritora, ela lança seu primeiro livro, “Café”, nesta segunda-feira, a partir das 19h, no sarau Parada Poética, em Nova Odessa. O evento marca os seis anos de trajetória do evento, criado pelo rapper Renan, do grupo Inquérito.

Foto: Divulgação
Dona de casa faz do lançamento de seu primeiro livro uma grande conversa sobre sua vida

O título é “Café” porque seu cheiro está na memória afetiva da autora como a marca de um passado que traz capítulos apetitosos, como quando sua mãe preparava a bebida ao som do baião de Luiz Gonzaga.
Entre outras histórias, ela aborda sua relação íntima com o bordado e mesmo com rap, ao acompanhar Emicida em suas primeiras batalhas de rima, para saber “onde ele estava se metendo”. “Aí eu encontro o Criolo, o Kamau e, de repente, eu vejo que a fala deles é a minha fala”, lembra.

O samba está em sua vida ‘desde sempre”. “Quando é que eu vou saber do samba? Quando eu começo a pesquisar e quando eu volto a dançar. Eu fiquei em casa, ali, sem saber bem que rumo ia tomar minha vida. Aí eu falei com uma vizinha do lado e ela falou: ‘trabalho no Bom Retiro, lá está precisando de arrematadeira’. E aí eu já bordava, fazia algumas coisinhas, comecei a reunir as pessoas e contar as histórias, a recontar e bordar”, acrescenta.

Acontece: O lançamento do livro de Dona Jacira na Parada Poética vai ocorrer nesta segunda-feira, a partir das 19h, na Estação Ferroviária de Nova Odessa, no Centro.

A entrada é gratuita, mas a organização vai receber doações de um quilo de alimento não perecível.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!