Americanense deixa Viracopos mais colorido

Artista americanense Bruno Tavares de Alquerque Oliveira, conhecido como Neon, grafitou obra no Aeroporto Internacional de Viracopos


Diversos artistas da região emprestaram seu talento para a confecção de um painel de mais de 250 metros quadrados, localizado no setor de embarque internacional do Aeroporto de Viracopos, em Campinas. O americanense Bruno Tavares de Alquerque Oliveira, conhecido como Neon, foi um dos convidados para levar a arte urbana até os milhões de passageiros que passam pelo local todos os dias.

Tendo como tema principal o primeiro voo de Santos Dumont e as viagens espaciais, o projeto “Viracopos Arte Urbana” mostra desde a principal invenção do brasileiro pai da aviação, o 14 Bis, até a busca pelo desconhecido realizada pelos astronautas atuais. Ao todo, sete artistas regionais participaram da criação do painel, inaugurado nesta semana e que mistura técnicas de colagem de papel e tecido (lambe-lambe) e pintura em spray (o grafite).

Foto: Ricardo Lima / Divulgação
Artistas de várias cidades da RMC foram convidados para pintar a área de embarque do aeroporto em Campinas

“Tivemos sábado e domingo [dias 21 e 22 de dezembro] para realizar o painel, que foi divido em seis partes, cada uma para um grafiteiro da região, e uma para um fotógrafo, o Ricardo Lima [Lilika], que disponibilizou as fotografias que, depois, se transformaram em um lambe-lambe”, explicou Neon, integrante do grupo Panico Crew, que realiza grafites em Americana e outras cidades desde 1999.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

Para o americanense, essa é uma forma não só de divulgar a arte dos artistas da região, como também de desmistificar o grafite. “Toda forma de divulgação é válida, pois ajuda a tirar o preconceito que ainda existe por ser uma arte de rua. Essa é uma cultura que tem seus valores e ensinamentos que fazemos com muito amor”, disse.

Foto: Ricardo Lima / Divulgação
Obras foram inspiradas na vida e na obra do pai da aviação

Além do americanense, o artista plástico Matheus Hofstatter e o fotógrafo Ricardo Lima, expoentes da arte urbana campineira, também participaram da criação do painel. Hélio Domingues da Luz (Cabelin), Israel Maia, Werighton Gustavo Fernandes Moraes e Maicon Alessandro de Lima Gomes (Maicongo) completam o time de artistas convidados.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

De acordo com Cínthia Pereira, coordenadora do projeto, o objetivo do “Viracopos Arte Urbana” é valorizar a cultura da arte de rua realizada na RMC (Região Metropolitana de Campinas). “Viracopos abriu as portas para que esses artistas possam expor os seus trabalhos para os milhões de passageiros todos os anos. Desta forma, o terminal pode tornar mais agradável a experiência das pessoas com uma exposição indoor de arte urbana”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora