13 de agosto de 2020 Atualizado 08:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Vitrine

Ana Hiraki: duas personagens em uma

Ana Hiraki se prepara para a estreia da série “As Fives” revendo seu desempenho em “Malhação: Viva a Diferença”

Por TV Press

02 jul 2020 às 13:18

Para Ana Hikari, rever “Malhação: Viva a Diferença” na Globo é uma oportunidade de relembrar uma das fases mais especiais de sua vida. Afinal, foi no seriado que a paulistana de 25 anos estreou como atriz na televisão.

“Aprendi demais. Cresci muito como profissional”, recorda ela, que hoje consegue analisar melhor a responsabilidade que as cinco protagonistas da temporada de 2017 do programa tinham. “Acho que a gente, na época, não tinha uma visão completa do que era. Mas conseguíamos entender o contexto que estávamos inseridas”, analisa.

Foi em Malhação que a paulistana de 25 anos Ana Hiraki estreou como atriz na televisão – Foto: Divulgação

Assim que soube que, em função da pandemia do novo coronavírus, a história seria reprisada, Ana ficou feliz e extremamente empolgada. “É uma trama que discute temas muito importantes para a sociedade. Perfeita para a fase que vivemos”, opina.

Além de matar a saudade, Ana também viu nessa escolha uma forma de dar um empurrãozinho em sua próxima investida como atriz na Globo.

“É um ótimo ‘esquenta’ para a estreia da nossa série, ‘As Five’”, entrega. A série é um spin-off de “Malhação: Viva a Diferença” que já está gravada e mostra as cinco protagonistas vivendo uma vida adulta, com um intervalo de tempo de seis anos na história das jovens.

Essa oportunidade de encarnar a mesma personagem, mas em outro período e projeto, é algo que Ana sabe ser incomum na televisão. Talvez por isso tenha encarado a chance de maneira especial.

“Foi um desafio. Tina está em um momento diferente da vida, nesse início da fase adulta. Foi um grande processo de estudo e dedicação pra conseguir trazer essa maturidade para a personagem, mas mantendo a essência dela”, avalia. O processo longo – mas, segundo ela, “prazeroso” – de estudo e experimentação ficará marcado para sempre na carreira da atriz.

“Tenho muito carinho por essa personagem, porque ela me dá oportunidades incríveis de me explorar”, entrega.

Ampliando a cultura japonesa
Mas não foi só com o lado profissional que o trabalho em “Malhação: Viva a Diferença” mexeu para Ana Hiraki. Descendente materna de japoneses, ela sabia muito pouco sobre a cultura do País oriental antes de se aventurar nesse papel.

“Acho que a Tina me proporcionou entender melhor as minhas origens. Não conhecia absolutamente nada e fui pesquisar por causa dela. Além disso, foi um mergulho muito importante na cultura pop, que é também o universo da Tina”, conta.

Nesse sentido, outro ponto foi importante para a intérprete. Na história de “Malhação: Viva a Diferença”, Tina é muito fiel aos seus ideais, uma característica valorizada não só pela personagem, mas também por suas amigas na trama. Isso acabou mexendo com Ana.

“Tina vem de um contexto muito tradicional e traz esse posicionamento mais combativo, que é algo que falta na cultura asiática. Eu, enquanto descendente, fui ensinada a ficar muito em silêncio. E a Tina tem isso de ‘se me incomoda, eu vou dizer’”, justifica Ana, completando que, exatamente por isso, Tina “é inspiração para muitas meninas”.