19 de outubro de 2020 Atualizado 23:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Uma realidade bem dolorosa

Por João Rodella

09 abr 2020 às 13:08 • Última atualização 27 abr 2020 às 13:10

Dentro da política, quando os baixos e gatunosos interesses particulares convergem, todos os pruridos morais sucumbem. E, por meios escusos bem “manobrados” de alguns políticos, anula-se a voz do povo e encaminha-se esse rebanho para pastar em outro lugar, mesmo que a grama seja rala ou o foco dos baixos investimentos públicos tenha crestado o seu verdor.

No Brasil infelizmente sempre foi assim e, dada à imoralidade, a falta de caráter e as verbas e cargos em jogo, sempre vaio continuar da mesma forma, apenas com algumas variantes. Quase tudo se comprova cada vez que os impatriotas, traindo o povo, assaltam o erário público, anulando o esforço dos brasileiros, ignorando os seus suores, destruindo-lhes a esperança e a confiança em dias melhores, ainda mais na situação em que estamos vivendo hoje.

Por que tem sido assim, você sabe. Os meios de comunicação (mídia) todos os dias noticiam fatos inacreditáveis, praticados por gente das quais se esperava lisura, honestidade, honra, caráter reto e hombridade, mas que, deslumbrados pelos montantes e conduzidos por egos mal formados, agem com vilania.

Esse chorume fedorento que escorre desses lixos humanos, somente não percebem ou não captam, aqueles míopes ideologizados.

Por essa miopia, por essa lentidão na punição da nossa Justiça, quando não, brandura, há muitos que desacreditam das leis, a ponto de declararem que no Brasil o crime realmente compensa e nada vai mudar.

Dou-lhes ampla razão, constatando que aos mais graúdos e poderosos não se consegue punir com o rigor que merecem, diante dos seus delituosos atos que jogaram o povo na penúria e o País no retardo de seus avanços.

*João Rodella é autor do Blog Reflexões de um Octogenario

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.