22 de abril de 2021 Atualizado 23:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pelas Páginas da Literatura

Um dezembro literário e democrático

A Flip e a Bienal do Livro de SP acontecem ao longo dos próximos 10 dias, de maneira virtual e gratuita

Por Marina Zanaki

02 dez 2020 às 08:03

Os próximos 10 dias serão intensos para o mundo literário no país. A Flip (Feira Literária Internacional de Paraty) e a Bienal do Livro de São Paulo serão realizadas de forma virtual. O acesso será livre e gratuito.

A Flip ocorre entre 3 e 6 de dezembro, por meio do canal no Youtube e redes sociais. A feira normalmente ocorre entre julho e agosto, com a venda de ingressos para assistir às mesas de discussão.

Além do acesso gratuito à toda a programação, outra novidade é que a edição deste ano da Flip também não conta com um autor homenageado. Após as controvérsias envolvendo a escolha da poeta americana Elizabeth Bishop, que elogiou o golpe militar em cartas pessoais, a organização optou por uma programação valorizando a diversidade.

A Flip será aberta com uma conversa com a autora Bernardine Evaristo, que escreveu “Garota, mulher, outras”. A obra trata sobre 12 personagens femininas e não-binárias, e a escritora inglesa foi a primeira mulher negra a vencer o Booker Prize.

Estou particularmente empolgada com a mesa Animais abatidos, que vai trazer a brasileira Ana Paula Maia e a colombiana Pilar Quintana, essa última bastante comentada recentemente pelo lançamento de seu primeiro livro no Brasil, “A cachorra”; e com a mesa Ancestralidades, com o nigeriano Chigozie Obioma e o brasileiro Itamar Vieira Júnior, vencedor do Prêmio Jabuti 2020 na categoria romance.

A programação completa pode ser conferida no site da Flip.

A Bienal do Livro de São Paulo, que seria realizada entre outubro e novembro, foi adiada para 2022 (o evento alterna um ano no Rio de Janeiro e outro em São Paulo). Para não passar em branco, foi organizada uma edição online do evento. A 1ª Bienal Virtual acontece de 7 a 13 de dezembro.

Na programação, destaco um debate sobre o centenário de Agatha Christie, que vai contar com nomes do romance policial brasileiro, como Raphael Montes. O debate será mediado pela drag queen e booktuber Lady Agatha.

Também estarão presentes na Arena Virtual da Bienal nomes como Claudia Raia, Fernando Rocha, Leandro Karnal, Monja Coen e Mario Sergio Cortella.

A programação está disponível no Instagram da Bienal do Livro de SP.

Para participar, é necessário fazer uma inscrição prévia – mas sem ingressos e nem filas.

Esses dois eventos, que demandam certa organização do tempo e até investimento para participar, estarão disponíveis gratuitamente esse ano. Apesar de nada substituir o presencial, as edições virtuais da Flip e da Bienal do Livro são ótimas oportunidades para conectar livros e pessoas (tomando emprestado o ótimo tema da Bienal).

Marina Zanaki

Repórter do LIBERAL, a jornalista Marina Zanaki é aficionada pela literatura e discutirá, neste blog, temas relacionados ao universo literário.