21 de setembro de 2020 Atualizado 12:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

Testar é indispensável

Por Redação

16 jul 2020 às 08:11

Demanda sensível à rotina dos profissionais mais expostos aos riscos representados pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a disponibilização de testes custeados pelo poder público caminha para ampliar a segurança daqueles cuja mão de obra é fundamental no contexto que o País atravessa.

O LIBERAL noticiou em edição virtual, nesta quarta-feira, a conclusão do processo de compra de três mil testes rápidos de detecção da doença, realizado pela Prefeitura de Americana, ao custo de R$ 75,1 mil – o valor ficou R$ 193,9 mil abaixo do estimado pela Secretaria de Saúde na abertura da licitação. Trata-se da segunda leva de aquisições viabilizada pela administração.

Os testes serão aplicados em profissionais da saúde em atividade na atenção primária em hospitais, prontos-socorros e unidades de pronto atendimento. Também podem ser testados trabalhadores da segurança pública em atividade, além de pessoas com síndrome gripal que morem na mesma casa de um profissional da saúde ou segurança, e idosos com 60 anos ou mais que apresentem sintomas da doença.

Ainda que seja o segundo país com maior número de casos ao redor do mundo, só atrás dos Estados Unidos, a subnotificação é um entre tantos “calcanhares de Aquiles” na luta travada contra a pandemia por aqui. Sem a capacidade de testagem em massa da população, sintomática ou não, cuja importância já foi mais do que globalmente reforçada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil está distante do real controle do vírus e do mapeamento do seu alcance no território nacional.

Enquanto tal oferta não consegue chegar à população com a mesma abrangência de uma vacina, por exemplo, deixá-la ao alcance de profissionais na linha de frente do trato com o vírus é minimamente indispensável.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.