20 de julho de 2024 Atualizado 18:17

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

Tarifa zero é possível?

Seria interessante que os governos locais mobilizassem seus técnicos para uma avaliação sobre a proposta

Por Redação

11 de junho de 2023, às 09h16

A efeméride dos 10 anos dos protestos de junho de 2013 trouxe de volta à pauta as discussões sobre a tarifa do transporte público. Na época, a revolta em relação a reajustes nas passagens foi o estopim para manifestações que abordaram outros temas, como a corrupção e até mesmo os gastos com a realização da Copa do Mundo de 2014, aqui no Brasil.

Em reportagem deste domingo, o LIBERAL mostra que a tarifa zero, ou seja, a passagem gratuita no transporte coletivo, infelizmente, parece estar fora das discussões nas prefeituras locais. A medida poderia ser considerada uma utopia em tempos passados, mas a disposição de outros municípios em colocar a iniciativa em prática deve servir como experiência e para se rever tais conceitos.

Um levantamento do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), por exemplo, mostra que o transporte gratuito está presente em pouco mais de 70 cidades do País. É bem verdade que a maioria dos municípios é composta por pequenas populações, de menos de 100 mil habitantes – algo que, na região, é característica apenas de Nova Odessa. Mas experiências parciais e discussões em cidades maiores parecem dar mais força a projetos deste tipo. Em tese, algumas das cidades da região já pagam parte das passagens dos usuários do transporte, com os chamados subsídios. Em Americana, por exemplo, a prefeitura repassa, mensalmente, R$ 700 mil à empresa responsável. Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste também já aderiram à tal medida.

Seria interessante que os governos locais mobilizassem seus técnicos para uma avaliação sobre a proposta. O quanto seria possível o poder público bancar um transporte de qualidade para os moradores? Um cenário deste tipo, com serviço atrativo e eficiente, poderia ajudar a ao menos reduzir um problema que parece se tornar cada vez pior por aqui: a quantidade de veículos nas ruas. Fora isso, há uma questão ambiental em pauta, que também poderia ser beneficiada por uma forma mais coletiva e funcional de transporte.

O Liberal

Neste blog, você encontra a opinião do Grupo Liberal por meio dos textos editoriais. Há mais de 70 anos, no coração e no espírito, compromisso com a verdade.