22 de outubro de 2020 Atualizado 09:35

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Riscos à beira do leito

Por Da Redação

24 Maio 2020 às 09:00

É preocupante a situação dos profissionais de saúde que se veem, na rotina de trabalho, diante de uma inédita e grave ameaça, como o novo coronavírus (Covid-19). Em reportagem publicada neste sábado, o LIBERAL mostrou números da doença em trabalhadores deste setor em Americana. As estatísticas da prefeitura incluem as contaminações não apenas na rede pública, mas também na particular.

Até então, o município registra 24 profissionais de saúde contaminados com a Covid-19. Felizmente, a maior parte deles já se curou: são 14. Outros nove cumprem isolamento domiciliar. E um está em estado grave. Trata-se do caso do enfermeiro Renan Daniel Prado, de 31 anos, que está internado em um hospital de Piracicaba, onde trabalha em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Na reportagem trazida pelo LIBERAL, sobre os números de infecções na Saúde, um médico do Hospital Municipal Waldemar Tebaldi deixa claro que há uma grande preocupação dos profissionais com a doença, o que leva, segundo eles, até mesmo a um certo conformismo de que, hora ou outra, serão infectados, dadas a rotina e a fácil transmissibilidade do vírus, mesmo com medidas de proteção. Um pesquisa do Coren (Conselho Regional de Enfermagem) revela ainda que 80% dos enfermeiros relatam ter medo de atuar nos serviços de saúde em meio à pandemia.

Informações como essas, que vão além das estatísticas em si, devem ser incentivo ao mostrar como é importante que a população faça sua parte em evitar que o vírus se espalhe. A adesão ao isolamento social, o uso de máscaras de proteção e a correta e frequente higienização são o mínimo que se pode fazer.

Que não seja preciso sentir na própria pele as dores do vírus para se compadecer com o sofrimento alheio.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.