27 de setembro de 2021 Atualizado 22:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

Retomada interrompida

Por Redação

01 dez 2020 às 08:00 • Última atualização 01 dez 2020 às 08:01

Se para muitos o retorno das restrições para combater o novo coronavírus (Covid-19) tinha a ver com as eleições, a decisão do governador João Doria (PSDB), neste sentido, em anúncio nesta segunda-feira corroborou para a tese que se popularizou nas últimas semanas. Coincidência ou não, o recuo da maior parte das regiões do Estado para a fase amarela soa como uma necessidade para conter, antes do pior, um novo avanço do vírus contra a população.

O que se vê é uma piora em ocupações de leitos e registros de novos casos e mortes. Não apenas em São Paulo, mas em outros Estados do País, como Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Nos últimos dias, especialistas e membros do comitê paulista de combate à Covid-19 já falavam sobre a necessidade de conter a flexibilização. Havia, inclusive, sugestão no sentido de se recuar para fase mais restritiva, como a laranja.

A volta à fase amarela, porém, se dá num contexto complicado. Em uma quarentena que já passa dos oito meses, o recuo no plano ocorre às vésperas das festividades de final de ano. Fora isso, como já enfatizado, há uma clara exaustão da população quanto às medidas de prevenção. O uso de máscara se tornou menos recorrente e as aglomerações são registradas aos montes, seja em situações particulares ou em estabelecimentos diversos. Os jovens, por exemplo, têm sido apontados com um dos vetores de uma provável nova onda, dada à exposição a que se submetem.
E colabora para o insucesso da prevenção, que leva a novos casos, a dificuldade – ou falta de vontade – do poder público, especialmente a nível municipal, de guiar, alertar e fiscalizar o comportamento da comunidade diante do risco à saúde pública.

Restará saber se a conscientização sobre a prevenção será reforçada com brevidade, diante deste alerta do governo, ou se aguardará que a pandemia piore. Espera-se a primeira opção.

O Liberal

Neste blog, você encontra a opinião do Grupo Liberal por meio dos textos editoriais. Há mais de 60 anos, no espírito e no coração, compromisso com a verdade.