30 de novembro de 2020 Atualizado 22:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Renovação possível

Por Redação

23 set 2020 às 10:09

As eleições municipais na região começam a dominar a pauta da comunidade local por ao menos dois motivos. Primeiro, pela relevância que é o momento de escolher os representantes da população para os próximos quatro anos, na prefeitura e na câmara de vereadores. Segundo, pela singularidade que o pleito deste ano tem demonstrado.

Reportagens do LIBERAL mostraram como as eleições municipais de 2020 têm tudo para se tornarem históricas. Em Americana, a cidade deve ter nos registros da Justiça Eleitoral um número recorde de candidatos – já são mais de 500 concorrentes ao Legislativo e nove para o Executivo. Outros municípios caminham na mesma direção, como Hortolândia e Nova Odessa.

Ainda em Americana, os eleitores terão a possibilidade de escolher, pela primeira vez, uma mulher para comandar a cidade. São três que disputam as eleições majoritárias este ano. A câmara americanense, inclusive, tem grande chance de passar por uma renovação histórica em sua legislatura. Em 2016, dos 19 vereadores, 14 não conseguiram a reeleição e deram espaço para quem nunca havia ocupado uma cadeira no Legislativo. Agora, dos 19, ao menos seis não irão participar das eleições para a câmara, já que concorrerão à prefeitura, como prefeito ou vice.

A grande quantidade de candidatos e as possibilidades que se colocam nas urnas podem levar os municípios da região a uma grande renovação política, tal como tem ocorrido em eleições recentes – haja vista a ascensão dos aliados do presidente Bolsonaro. Na briga pela prefeitura, por exemplo, o número de candidatos que nunca concorreram a nenhum cargo é o maior dos últimos 24 anos.

Sendo assim, não há o eleitor de reclamar de falta de opção. Ao menos em termos quantitativos. Com mais nomes, a chance de encontrar qualidade nas propostas, espera-se, pode ser maior.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.