20 de outubro de 2020 Atualizado 23:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Por trás das nuvens

Por Katya Forti

07 jul 2020 às 08:07

E então, quem nunca chegou a pensar, ainda que por alguns momentos, o que há por trás das nuvens? Do ponto de vista emocional, esta imagem e este pensamento estão repletos de significados, pois um tímido raio de sol, apontando no céu, é algo que nos abastece de força e coragem para enfrentar os desafios que surgem invariavelmente e de todas as formas.

Cientificamente falando, vamos compreender que nuvem é um conjunto de minúsculas partículas de água líquida ou de cristais de gelo – ou de ambos ao mesmo tempo – em suspensão na atmosfera. Tudo começa com a evaporação da água dos rios, lagos e oceanos, e com a transpiração das plantas. A evaporação e a transpiração são causadas pelo sol, que aquece a água, fazendo-a passar do estado líquido para o estado gasoso.

Como o ar quente é leve, acaba subindo para a atmosfera. Quanto maior a altura, menor será a temperatura, o que faz a água em estado gasoso esfriar. Quando o ar esfria e o vapor d’água que ele contém condensa, passa do estado gasoso para o estado líquido. O vapor d’água, misturado ao ar, pode atingir altitudes onde a temperatura é tão baixa que ele se transforma em cristais de gelo. A partir desse processo, ocorre a formação de nuvens.
Eis aí a certeza de que tudo se transforma. É esta a lição que devemos extrair desse ensinamento. Pois sempre, sempre há uma luz. Mas pela porção humana que habita em nós, o conflito se agiganta ocupando o campo mental.

“Uma nuvem não sabe porque se move em tal direção. Sente um impulso… É para este lugar que devo ir agora. Mas o céu sabe os motivos e desenhos por trás de todas as nuvens, e você também saberá, quando se erguer o suficiente para ver além dos horizontes”. (Richard Bach)

*Katya Forti é pedagoga

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.