27 de setembro de 2021 Atualizado 22:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Papo Fermentado

Você gosta de Stout? Qual delas?

Cerveja escura geralmente é chamada de Stout, mas essa generalização não é tão simples assim; Papo Fermentado te explica

Por Papo Fermentado

22 jul 2021 às 10:56 • Última atualização 22 jul 2021 às 10:57

Cerveja escura é chamada, de forma generalizada, de Stout por muitas pessoas. A verdade é que existe uma série de estilos que englobam as cores amarronzadas e pretas do líquido e que cada um deles apresenta características específicas como o perfil do malte (se é mais caramelo ou mais café), a intensidade do lúpulo (se é baixa, média ou alta), se é uma cerveja bem esterificada, ou seja, que apresenta notas de frutas vermelhas por exemplo, se a percepção alcoólica é evidente ou discreta, se é condimentada, se leva algum adjunto…

Cervejas do estilo Export Stout e Oatmeal Stout – Foto: Divulgação

Enfim, nem tudo é “só” Stout. Assim como existem vários estilos de IPA e já escrevemos sobre isso aqui, existem vários tipos de Stout. Hoje vamos apresentar suas diversas faces para que você as reconheça no momento da compra e saiba o que irá encontrar em cada uma delas. Para começarmos, lembre-se de que existem tipos de Stout tanto na escola britânica quanto na americana.

Primeiro vamos aos da escola britânica:

  • Irish Dry Stout: estilo da clássica cerveja Guinness Draught. Possui caráter torrado bem marcante e por poder ter adição de cevada torrada, agrega-se adstringência e notas de café ainda mais evidentes, lembrando que pode ou não ter notas de caramelo. O lúpulo é muito sutil e o amargor varia de médio a elevado, o corpo é leve, os éster frutais aparecem em concentrações mínimas e seu final é seco. O teor alcoólico fica entre 4,1% e 5,3%.
  • Sweet Stout: também é conhecida como Milk ou Cream Stout. Esse estilo conta com adição de lactose para conferir maior dulçor e corpo. O dulçor do malte é perceptível, potencializado pela lactose e equilibrado pelo lúpulo, mas sem ser perceptível no sabor e no aroma. O teor alcoólico fica entre 3,2% e 6,1%.
  • Oatmeal Stout: é parecida com a Sweet Stout, porém ao invés de sofrer adição de lactose para conferir corpo e dulçor, usa-se aveia para agregar corpo e complexidade, uma vez que confere cremosidade e notas mais terrosas. Ésteres frutais são mínimos, o corpo é alto, amargor médio e presença de lúpulo é opcional. O teor alcoólico fica entre 3,8% e 6,1%.
  • Export Stout: também pode levar cevada torrada na receita. Enquanto na Dry Stout o aroma de lúpulo é leve, aqui é inexistente e encontramos versões com final mais seco e outras com dulçor residual, também umas são mais licorosas e alcoólicas que outras. O perfil queimado é mais intenso do que na primeira e a percepção alcoólica também pode ser maior. O corpo varia de médio a elevado. O teor alcoólico fica entre 5,6% e 8,0%.
  • British (Russian) Imperial Stout: a Stout mais potente e complexa da escola britânica. O malte traduz-se em chocolate amargo, caramelo, toffee, cacau, café e os ésteres frutais são intensos, como uvas passas e ameixas. Se na Dry e na Export Stout o lúpulo é quase inexistente, aqui seu aroma é médio. Possui dulçor residual e seu amargor é médio. O teor alcoólico fica entre 7,0 e 12,0%

Agora, os da escola americana:

  • American Stout: notas de caramelo, chocolate e café torrado. As Stouts da escola americana possuem o perfil de lúpulo mais evidente do que nas britânicas, portanto aqui o perfil cítrico e resinoso é intenso, mas os ésteres frutais são discretos. O corpo varia de médio a alto e o amargor também, seu final é seco. O teor alcoólico fica entre 5,7% e 8,0%.
  • American Imperial Stout: assim como a escola britânica tem sua versão mais potente, na americana é igual e este é o estilo. São bastante complexas, o aroma é muito maltado (podendo ser adstringente), esterificado e lupulado, podendo ser cítrico, floral ou herbal, além disso o amargor é elevado mas equilibrado com o dulçor residual da cerveja. O teor alcoólico fica entre 7,0% e 12,0%.

São pequenas diferenças que fazem cada cerveja ter sua própria categoria. Deu para ter uma ideia de qual Stout é a sua preferida? A nossa é a Export Stout.

Saúde!

Papo Fermentado

Blog do casal Fernanda Brito e Bruno Martinelli, sommeliers de cerveja pelo Instituto da Cerveja Brasil. Amamos contar nossas experiências gastronômicas, a história que envolve a linha do tempo da cerveja e dicas para quem quer se aventurar nesse universo. Fale com a gente pelo ola@papofermentado.com.br ou WhatsApp (16) 99339-1221. Nas redes sociais, somos o @papofermentado.