25 de outubro de 2021 Atualizado 23:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Papo Fermentado

As cervejas de trigo alemãs

Papo Fermentado apresenta os estilos dessa cerveja, que muitas vezes é a porta de entrada de muitos ao universo das artesanais

Por Papo Fermentado

23 set 2021 às 08:04

Como não amá-las? Bem carbonatadas, refrescantes, macias, esterificadas e com certeza a porta de entrada de muitos ao universo das artesanais. Para ser considerada uma cerveja de trigo, é preciso ter pelo menos 50% de trigo malteado na receita, sendo que algumas versões podem chegar a até 70%.

Cervejas do estilo Weizenbier – Foto: Divulgação

A tradição da cerveja de trigo na baviera remonta a séculos, porém nem sempre foi permitida sua fabricação. Há mais de 500 anos o trigo não era permitido na produção cervejeira, era permitido somente na fabricação de pães e a Lei de Pureza de 1516 veio para confirmar essa utilização. Porém, o Duque Guilherme IV que instaurou a lei podia fabricar cerveja de trigo, ou seja, tornou-se monopólio da realeza. Mas em 1872, Georg Schneider da Schneider Weisse conseguiu o direito de retomar essa produção.

Desde então essas cervejas turvas servidas em copos de 500ml desfilam por aí, continuando aguçando a curiosidade de muitos e conquistando novos adeptos. Mas não pense que exista apenas um estilo de cerveja de trigo. Neste texto vamos apresentar as seis possibilidades envolvidas, umas mais claras, outras mais escuras, umas menos e outras mais alcoólicas. As informações de ABV e IBU são retiradas do guia da Brewers Association.

Só um detalhe! Antes de começarmos atente-se a alguns termos relacionados às weizenbiers que causam confusão, então vamos esclarecer alguns deles:

  • Weiss/Weisse = branco (com turbidez)
  • Weizen = trigo
  • Hefe = levedura
  • Weizenbier = cerveja de trigo
  • Witbier = cerveja de trigo belga, leva trigo não malteado, semente de coentro e casca de laranja. São distintas das cervejas de trigo alemãs, pertencem a escola belga.

Agora sim, aqui vamos nós de resumão:

South German-Style Hefeweizen

Esse é o estilo mais conhecido. Sua cor varia do palha ao âmbar sendo que um tom de amarelo intenso/dourado é o mais comum, a espuma é branca, espessa e possui ótima formação e estabilidade. É uma cerveja não filtrada e, portanto, sua aparência é turva (“hefe” em alemão significa levedura). O caráter do malte pode traduzir-se em notas de grãos, miolo de pão, cereais, pão doce, mel… e sua intensidade é de muito baixo a médio-baixo. O lúpulo tem baixíssima intensidade e o amargor também. O que se destaca nessa cerveja são os subprodutos de fermentação: fenóis e ésteres. As notas típicas de banana, tutti frutti, cravo, noz moscada, baunilha estão presentes em intensidades diversas, a depender de cada rótulo. O trigo traz uma sensação aveludada e complementa o corpo macio e sedoso, junto com a alta carbonatação.

  • ABV 4.9% a 5.6%
  • IBU 10 a 15

South German-Style Kristal Weizen

A diferença desse estilo para o anterior é que este é filtrado, portanto temos uma cerveja brilhante e com características muito semelhantes a Hefeweizen, porém aqui as notas frutadas são mais intensas que as condimentadas,  o final é mais seco e limpo e a percepção de amargor um pouco maior.

  • ABV 4.9% a 5.6%
  • IBU 10 a 15

German-Style Leichtes Weizen

Como o nome já sugere, esse estilo é uma versão mais leve da Hefeweizen (a palavra alemã leicht significa “luz”), tem teor alcoólico menor, os subprodutos de fermentação também são menos intensos e o corpo é baixo.

  • ABV 2.5% a 3.5%
  • IBU 10 a 15

South German-Style Bernsteinfarbenes Weizen

Estilo pouco difundido e que possui coloração de âmbar a castanho claro. Bernsteinfarben significa “cor âmbar”. A diferença das anteriores dá-se, além da cor, pelo caráter de casca de pão e caramelo devido ao uso de maltes de cor média e as notas de fermentação também são menos intensas do que em uma Hefeweizen.

  • ABV 4.8% a 5.4%
  • IBU 10 a 15

South German-Style Dunkel Weizen

É mais escura que a Bernsteinfarbenes Weizen, variando de marrom claro a muito escuro. Este estilo utiliza maltes mais escuros, portanto o caráter mais tostado como chocolate é mais presente. Subprodutos de fermentação são menos intensos que na Hefeweizen.

  • ABV 4.8% a 5.4%
  • IBU 10 a 15

South German-Style Weizenbock

Semelhante a uma Hefeweizen porém mais alcoólica e sua cor pode ser clara (dourada) ou mais escura (acobreada/marrom). Nas versões mais escuras o caráter tostado está presente em maior intensidade no sabor do que no aroma.

  • ABV 7.0% a 9.5%
  • IBU 15 a 35

Confessamos que amamos Hefeweizen e Weizenbock. Qual desses você ficou com mais vontade de provar? Qual o seu preferido?

Saúde!

Papo Fermentado

Blog do casal Fernanda Brito e Bruno Martinelli, sommeliers de cerveja pelo Instituto da Cerveja Brasil. Amamos contar nossas experiências gastronômicas, a história que envolve a linha do tempo da cerveja e dicas para quem quer se aventurar nesse universo. Fale com a gente pelo ola@papofermentado.com.br ou WhatsApp (16) 99339-1221. Nas redes sociais, somos o @papofermentado.