15 de abril de 2021 Atualizado 01:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

Pandemia estendida

Por Redação

29 dez 2020 às 07:56 • Última atualização 29 dez 2020 às 07:57

Até esta segunda-feira, pelo menos 47 países já haviam iniciado a vacinação contra o novo coronavírus, causador da Covid-19. Nações como Estados Unidos, Canadá, México, Reino Unido, Israel e a União Europeia deram início à imunização em grupos de risco.

Num esforço nunca antes assistido na história da humanidade, o desenvolvimento de uma vacina com eficácia atestada, dentro dos padrões sanitários aceitáveis, se deu em tempo recorde, uma corrida para evitar a pandemia avassaladora que já matou milhões de pessoas pelo mundo,

No Brasil, porém, a expectativa de que os brasileiros comecem a ser vacinados ainda convive com a incerteza e as bestialidades de um presidente totalmente incapaz de conduzir o País rumo à porta de saída desta crise.

No final de semana, Bolsonaro deu declaração dizendo que “não dava bola” para o fato de o Brasil estar atrás na questão da imunização. Depois, tentou minimizar o que disse afirmando, pelas redes sociais, que tinha pressa pela vacina “segura, eficaz e com qualidade, fabricada por laboratórios devidamente certificados”.

Já nesta segunda-feira, o presidente voltou a falar besteira. Para apoiadores que o aguardavam no Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que os laboratórios é quem deveriam procurar o Brasil para registrar e vender a vacina, e não o contrário.

O que se vê por aqui é totalmente o oposto do que se vê no mundo. Bolsonaro não se dá ao mínimo esforço de liderar o engajamento para a única saída da pandemia, que é a imunização.

Por outro lado, atrapalha ao fazer campanha contra a vacinação e ao promover a desinformação, além de se contrariar ao exaltar tratamentos sem qualquer comprovação científica. Com isso, a pandemia se estende rumo aos 200 mil mortos no País. Sem data para começar a imunizar, não estamos nem no começo do fim desta crise.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.